21 de outubro de 2009

PROgCultSE!

poesia de Manoel de Barros



"auto-retrato falado"


Venho de um Cuiabá garimpo e de ruelas entortadas.
Meu pai teve uma venda de bananas no Beco da
Marinha, onde nasci.
Me criei no Pantanal de Corumbá, entre bichos do
chão, pessoas humildes, aves, árvores e rios.
aprecio viver em lugares decadentes por gosto de
estar entre pedras e lagartos.
Fazer o desprezível ser prezado é coisa que me apraz.
já publiquei 10 livros de poesia; ao publicá-los
me sinto como que desonrado e fujo para o Pantanal
onde sou abençoado a garças.
Me procurei a vida inteira e não me achei - pelo
que fui salvo.
Descobri que todos os caminhos levam à ignorância.
Não fui para a sarjeta porque herdei uma
fazenda de gado. os bois me recriam.
Agora sou tão ocaso!
Estou na categoria de sofrer do moral, porque
só faço coisas inúteis.
No meu morrer tem uma dor de árvore.


-

no final do post mais umas...


==


enviado por Edilde: ariadne_christina@hotmail.com


BOA NOITE!


Dr. Almir, o medico responsável pelo departamento das DSTS/ AIDS, realizará dia 31 às 14 horas no Parque da Sementeira, um evento para mais ou menos 100 crianças portadoras do Vírus HIV ou expostas ao vírus.

Sendo sua amiga, lógico, tendo seu e-mail, venho lhe dizer que estamos precisando:

LANCHES - BRINQUEDOS - ROUPAS... Enfim, o que seu coração mandar.

Precisamos também de voluntários, ajudantes, alguém que venha brincar com essas crianças, pode usar fantasias, algum palhaço, quem sabe a Emilia..... Precisamos alegrar o ambiente.

Eu estarei lá ajudando e esperando por VOCÊ.

Se tiver doações podem levar no Colégio Master.

Muito grata!



==

E no mesmo Parque da Sementeira



Uma grande mobilização nacional está acontecendo e Aracaju está presente neste processo.
Sob a orientação do regimento interno da Conferência Nacional de Cultura, todos os municípios brasileiros devem realizar suas conferencias até o dia 31 deste ano, onde serão eleitos os delegados para as Conferências Estadual e Nacional.

Com o tema "Cultura, Diversidade, Cidadania e Desenvolvimento", a II Conferência Municipal de Cultura será realizada nos dias 30 e 31 de outubro no Parque da Sementeira. A Conferência é um espaço para a participação social onde ocorre a articulação entre o município e a sociedade civil para analisar a conjuntura da área cultural e propor diretrizes para a formulação de políticas públicas de cultura, que conformarão o Plano Municipal de Cultura.

Para inscrições e maiores informações acesse:

www.aracaju.se.gov.br
www.cmc-aracaju.blogspot.com

Fonte: Secult e Funcaju


==


enviado me cima da hora

ARTE NOVA

Gente!

Hoje faremos uma experiência nova! Um arte nova sem programação, sem divulgação, mas com muito coração!

Aproveitando a carona do Ciclocine, que já estava programado pra hoje às 19h com o filme "Sociedade do automóvel", resolvemos chamar o pessoal e prolongar a noite com muita arte!

APAREÇAM! A partir das 19h!!


Beijos,

Carol

(ARTE NOVA fica nas dependências do restaurante Ágape, 13 de julho - em frente ao Yázigi)



==

e em São Cristóvão:

Neste sábado, em comemoração ao Dia da Sergipanidade, acontece uma grande festa cultural para celebrar a nossa cidade patrimônio: São Cristóvão. A partir das 15 horas, na Praça São Francisco, a cidade estará erupcionando cultura sergipana para todos os lados, com direito à feira artesanal, apresentações culturais e o movimento pró-meio ambiente.

Confira a programação: neste blog: http://artscritta.blogspot.com/2009/10/dia-da-sergipanidade.html


==


em breve




O vídeo acima mostra uma pequena apresentação do Programa Direto do Lixo que logo estará com seu primeiro episódio sendo veiculado no blog: www.diretodolixo.blogspot.com


==

Cine CULT & Cinemark

apresentam


A Erva do Rato”, no complexo do Shopping Jardins,

e o documentário “O Equilibrista”, no complexo do Shopping Riomar.

Até 29 de outubro, às 14h, os espectadores poderão assistir aos filmes pagando apenas R$7 (inteira) por ingresso, em qualquer dia da semana.

Serviço

A ERVA DO RATO



Brasil, 2009, drama, 80 minutos
Direção: Júlio Bressane

Sinopse: O filme funde dois elementos dos contos “A Causa Secreta” e “Um Esqueleto”, de Machado de Assis: a relação do homem com a morte e a incompreensível relação que estabelece com os animais. Ele (Selton Mello) e Ela (Alessandra Negrini) caminham por um cemitério à beira-mar. Os pronomes são seus nomes. Ela, professora, com o pai morto há apenas três dias, não tem mais ninguém no mundo. Diante de tal situação, Ele se propõe a cuidar dela enquanto for vivo. Este é o início de uma estranha relação.




O EQUILIBRISTA



E.U.A., 2008, documentário, 90 minutos
Direção: James Marsh

Sinopse: A história de Philippe Petit que, em 1974, conseguiu burlar a segurança do World Trade Center para andar em uma corda bamba entre os dois prédios. Vencedor de Oscar de melhor documentário.

Shopping Jardins: Av. Ministro Geraldo Barreto Sobral, 215 – Jardim
Shopping Riomar: Rua Delmiro Gouveia s/nº


==

FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL



O FICI levará mais de 50 filmes para as salas de cinema da Rede Cinemark em nove cidades brasileiras, reunindo títulos inéditos e clássicos, curtas-metragens nacionais e internacionais e programas de TV, além de oficina de cinema de animação e debates. A estréia será em Brasília, de 4 a 13 de setembro; São Paulo e Campinas, de 11 a 20 de setembro; Belo Horizonte, de 18 a 27 de setembro; Rio de Janeiro e Niterói de 9 a 18 de outubro; Salvador e Aracaju, de 23 de outubro a 1° de novembro

Mais informações no site do festival: www.festivaldecinemainfantil.com.br


==

Quinta, 22


O MÁGICO DE OZ



O Mágico de Oz é considerado um conto que transcende o tempo; é, portanto, um clássico. A história foi escrita por Lyman Frank Baum em 1900, e o filme produzido em 1939. A obra cinematográfica chega, em 2009, aos 71 anos de idade encantando as plateias.

Mais de um bilhão de espectadores de todo o mundo viajaram no tornado de Kansas e aterrissaram na Cidade de Oz, frente às telas de cinema.

Adultos e crianças acompanham Dorothy e seus quatro amigos nessa jornada não só mágica, mas de luta – o Espantalho, o Homem de Lata, o cachorrinho Totó e o Leão Covarde. Cada qual busca, seguindo pela estrada amarela, a realização de seus sonhos.

Dorothy, após algum tempo à procura do lugar ideal para se viver, vê-se convencida de que esse lugar é o seu lar, junto de sua Tia Emm e de seu Tio Henry. A menina solicita ao Mágico a volta à casa, mas a “verdadeira magia” acontece quando ela se volta para o sentido da gratidão, da solidariedade e da compreensão do ser humano com suas possibilidades e limitações.

Dostoievski diz que “é no aprofundamento no mundo da fantasia que se alcança o real”. No conto, a realidade se revela na busca humana do autoconhecimento; na compreensão dos conflitos entre as pessoas; na compreensão das questões e respostas que se elaboram na relação homem e mundo; nas respostas existenciais relativas ao medo, às fantasias possíveis e não possíveis de se realizarem, às paixões e às ansiedades.
É, portanto, uma peça que reafirma o valor da arte no processo pedagógico verdadeiro e sério.

-

O MÁGICO DE OZ - entrada franca

22/10 (quinta-feira)
19 horas - Teatro Tobias Barreto

Direção e coreografia: Tetê Nahas
Assistência de direção: Corina Pann
Preparação musical: Corina Pann e Juliana Cordeiro
Versão das músicas em português: Juliana Cordeiro
Maquiagem - concepçao e execução: Luciano Góis
Confecção do figurino: Mundo da Lua
Sonoplastia: Tadeu Oliveira
Efeitos especiais: Toquinho
Iluminação: Sérgio Robson
Música - execução ao vivo: Cristiano Andrade (teclado), Márcio Gray (trombone), Janúzia Maria (flauta), Rodrigo Peninha (baixo), Genisson Feitosa (clarinete), Roger Madureira (trompete) e Pequeno (percussão).
Coro, elenco e corpo de baile: alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental da Nossa Escola

Realização Nossa Escola/2009


==

Sexta, 23




23 - de Outubro - 2009 - Biblioteca Epifânio Dórea às 17h30 - XII ENCONTRO ESTADUAL do PROLER. Convite: SESC ARACAJU/Biblioteca Pública Epifânio Dórea

O Início...

A Casa do Zé surgiu há treze anos e veio a lume com um claro objetivo: fazer música para crianças. Em 1995, o grupo teve sua primeira formação:



Ítalo (Voz)

Almir Quirino (Percussão)

Manoel Neto (Flauta e Percussão)

João Ricardo (Violão)



Com essa formação, o grupo lançou seu primeiro trabalho em agosto desse mesmo ano.

Em 1997, Almeida Júnior juntou-se à Casa, substituindo Manoel Neto e, com uma composição sua - O Caracol -, o grupo participou do Festival de Música Infanto-Juvenil (FEMUIN), em Araras-SP. De lá saiu com uma menção honrosa e com o prêmio de melhor envolvimento com a platéia.

Após um período de interrupção, A Casa do Zé retomou, no segundo semestre de 2006, seu segundo projeto com música infantil, com uma nova formação:

Ítalo (Voz)
João Ricardo (Violão)
Almeida Júnior (Percussão)
Tatá (Percussão)
Marcelo Ribeiro (Bandolim)

Desde maio de 2007, A Casa do Zé trabalha na gravação do seu novo CD e, junto com isso na criação de um selo e de um estúdio próprios que veiculem o seu trabalho e de grupos congêneres. Nesses treze anos, o grupo mantém-se fiel ao seu objetivo inicial: música para crianças, mas, além disso, tem levado música e alegria para todas as idades.

Atualmente o grupo mantém-se com Ítalo & Cícera (vocais); Almeida Júnior (Percussão); Marcelo Ribeiro (Bandolim); João Ricardo (Violão e Direção); Emerson Olivier (Contrabaixo); Tatá (Técnico de Som).

http://www.myspace.com/casaze
http://www.casadoze.mus.br/

e na Aliança pela Infância - Horário e local a confirmar (Novembro de 2009)

(http://www.aliancapelainfancia.org.br/) (ARACAJU)
Público alvo: Crianças, pais, professores da rede pública e privada, terapeutas e todos os profissionais que trabalham diretamente com a Infância.

Algumas das atrações que estão confirmadas: Palestrantes de SP e Salvador; Apresentações: UTI riso; circo; contação de história; brincadeiras de roda; mágico; e show infantil com A CASA DO ZÉ; Diversões, carrinho de pipoca, algodão doce, picolé, geladinho, cachorro quente.


==


CRÍTICOS DE CINEMA PARTICIPAM DO CINE OLHO

[DPI/SESC : 15-10-2009- 16:53]
Os jornalistas e críticos de cinema Ivan Valença e Suyene Correia participam na próxima semana, 23/10, às 19h30, no auditório do Sesc Centro, de mais uma etapa do Projeto Cine Olho: conversa entre educadores. Eles irão falar sobre a produção cinematográfica em Sergipe, o cinema na mídia e os processos de divulgação.

O projeto lançado no final de setembro, pelo Sesc Sergipe, tem o objetivo de apoiar as unidades escolares por meio da utilização audiovisual associado aos conteúdos das disciplinas curriculares, ou através de projetos interdisciplinares dentro de uma ação eminentemente pedagógica, artística e cultural.

Na primeira etapa do Cine Olho foi realizado uma mesa temática envolvendo a produtora da Casa Curta-Se, Rosângela Rocha e o diretor de Animação da TV Aperipê, Daniel Rouvier Dória. Na ocasião foram abordados os temas: cinema de animação e a produção de curtas em Sergipe.

O projeto Cine Olho também irá promover no período de 19 a 23/10, no Sesc Centro, um curso sobre elaboração de histórias em quadrinhos na sala de aula, que será ministrado pelo pedagogo Milton Coelho, especialista em Arte-educação.
As inscrições estão abertas nas centrais de atendimento do Sesc. Informações 3216-2726.

19h - A produção de Cinema em Sergipe
Suyene Correia - Jornalista

19h30 - O Cinema na Mídia e os Processos de Divulgação
Ivan Valença - Cinéfilo e Crítico de Cinema

20h - Debate

20h30 - Apresentação de Pedrinho Mendonça: Percussão Só

Local: Auditório do Sesc/Centro - Rua Dom José Thomaz, 235 - Bairro São
José

Veja a programação completa www.sesc-se.com.br

Assessoria de Imprensa: Aparecida Onias
Setor de Comunicação - 79 3216 2736


==

Revitalização do Beco dos Cocos



==

Programação da Subúrb!a



Sexta – 23/10: Symbiose (com toda sua irreverência) e Ideário

Sábado – 24/10: apresentação especial de Ronise Ramos e Dj Marcos Mad.


Comprando um ingresso na bilheteria grátis uma cerveja ou um drink.
Ingresso antecipado e com preço promocional na Stalker.
Fone: 3042-0704


==

Sábado, 24

ANTÍGONA, de Sófocles

Clássico grego apresentado pela Cia Stultífera Navis

(da INFONET)

Referência do Teatro Grego, Antígona foi escrita por Sófocles a mais de 2.500 anos atrás, trata-se de um texto que dialoga sobre várias temáticas, dentre elas, o poder do Estado, do mítico, do amor, da lealdade, da compaixão e do Direito. Destacando-se por ter uma abordagem muito atual, a montagem da Cia Stultifera Navis, traz ainda uma analogia entre a mitologia grega e a mitologia africana

Todos os Sábados, às 20h
R$12,00 (inteira) e R$6,00 (meia)

na Sala Sergipana de Espetáculos, Praça Camerino, 210 Casa Rua da Cultura


==

Domingo, 25


==

Segunda, 26



Pré-estreia do Programa Ponto Brasil nesta segunda


A Funcaju, por intermédio do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira | Olhar Brasil, da Secretaria do Audiovisual | Ministério da Cultura, em parceria com a Rua da Cultura, realizam a pré-estréia do Programa Ponto Brasil. O evento acontece dia 26 de outubro, segunda-feira, às 18:30 na Rua Casa da Cultura.

O Ponto Brasil é um programa da Tv Brasil com duração de meia hora e composto por vários vídeos. O programa é realizado a partir de um rede colaborativa de mais de 100 grupos ligados a pontos de cultura, cooperativas, npds, coletivos de audiovisual, ONG's, universidades, escolas de cinemas, etc, que criam roteiros (modelos de organização de conteúdo - moc's) para vídeos de 3 a 5 minutos (docs, ficções, experimentais, videoarte, etc). Esses trabalhos são produzidos e finalizados pela organização do Programa.

Diferente dos programas que costumam reunir conteúdos colaborativos com origem em Pontos de Cultura e assemelhados, o Ponto Brasil não é jornalístico, nem tem qualquer vínculo com temáticas de mobilização comunitária, comércio solidário e afins. Todos os vídeos são de criação e resultarão em 60 interprogramas, veiculados na programação da TV Brasil. Cada episódio tem a participação de diferentes vídeos, de diferentes localidades.

Os episódios do Ponto Brasil começaram a ser produzidos desde o segundo semestre de 2008 e realizados ao longo de semanas de gravação por todo Brasil, retratando assim sua diversidade cultural e social. Em Sergipe, o NPD Orlando Vieira, com a participação dos grupos ABD - SE, Casa Curta-SE, Grupo Imbuaça e TV Aperipê, constituiram-se num Ponto de Cultura, realizando 10 MOCs.

A pré-estreia do Ponto Brasil aqui em Aracaju contará com a exibição de 3 episódios: “Culpa”, “Estar à toa” e “Brincadeira”. Cada episódio tem duração de 30 min. Produções sergipanas também farão parte da programação.

Contamos com a sua presença.

Att. Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira | Olhar Brasil
Rua Lagarto nº. 2161, Bairro São José - Aracaju – SE
divulgacao.npdov@gmail.com
http://npdorlandovieira-aju.blogspot.com/
(79) 3211-1505


==

ainda na Rua da Cultura:

(da comunidade no Orkut)

"O dia 26, assim como foi o dia 19, será voltado para a etapa final do 1º Festival de Música da ARPUB (Associação das Rádios Públicas do Brasil). A Rua da Cultura cedeu o espaço para este evento que decidirá quais serão os dois representantes de Sergipe na Feira Música Brasil em Recife.

Primeiro teremos a pré-estréia do Programa Ponto Brasil com exibições de vídeos.

Em seguida as apresentações de

'Bago de Jaca',

'Gilson Nascimento',

'Celda Mota',

'Sílvio Caldas' e

'Em 3',

finalizando a Etapa Estadual do 1º Festival da ARPUB, onde cada banda apresentará duas músicas.

Pra finalizar teremos o show com a banda Mamutes(Rock)

E parelelo a tudo isso, como sempre teremos a Passarela de Xadrez e de War!


==

Terça, 27


==

Quarta, 28


==

Quinta, 29


JENNER 85 ANOS: Exposição Comemorativa

A partir das 20:00h, do dia 29 de outubro, estará em cartaz na Galeria Jenner Augusto a exposição JENNER 85 ANOS. Serão expostas 33 belíssimas obras produzidas nas oito décadas de vida do artista, selecionadas pela família de Jenner para revelar aos seus conterrâneos toda a sua trajetória.

“A realização desta exposição na terra natal de Jenner, em comemoração aos seu 85 anos, foi possível graças ao apoio incondicional da Energisa e da Sociedade Semear”, comentou Luíza Silveira, viúva de Jenner.

Jenner Augusto nasceu no dia 11 de novembro de 1924, em Aracaju. Desde jovem, pintava anúncios para cinema, faixas e cartazes comemorativos. Já em 1945 realizou sua primeira exposição individual. A partir de 1947, procurou se integrar ao ambiente artístico da capital sergipana, participando de algumas mostras coletivas. A segunda exposição individual, ainda em Aracaju, ocorreu em 1948, época em que já se sentiam os sintomas da renovação que substituiria os padrões acadêmicos pela perspectiva do Modernismo. Em 1949, nesse novo clima, Jenner realiza o que se considera uma manifestação pioneira da arte moderna em Sergipe: a pintura mural do antigo bar Cacique, em Aracaju, onde se evidencia a influência de Portinari.

Depois desse período, Jenner fixou residência em Salvador, onde integrado com os artistas baianos, realizou várias exposições individuais e coletivas, destacando-se a primeira exposição individual no Rio de Janeiro, em 1955, na Galeria Exclusividade e a exposição de 1957, no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Em 1967, viajou pela Europa expondo na Galeria Debret, em Paris, e no Museu de Ixelles, na Bélgica. Em 1968, a Imprensa Oficial da Bahia publicou o livro-álbum “Jenner”, com reproduções de inúmeros trabalhos. Já em 1974, realizou exposições retrospectivas de suas obras em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, paralelamente ao lançamento do livro de Roberto Pontual “Jenner: A Arte Moderna da Bahia”. Ele continuou expondo pelos anos seguintes e, em 2003, com muita satisfação e alegria, tornou-se patrono da Galeria de Artes da Sociedade Semear, onde, na oportunidade, expôs suas últimas obras.

“Jenner é exemplo de que o tamanho do amor pelo nosso berço não tem nenhuma relação com o estar vivendo fisicamente nele, mas sim estar com ele sempre no coração e, sem dúvida, Jenner foi mais uma vez mestre, ao retratar em várias de suas obras essa paixão por Sergipe”, comentou Carlos Britto, diretor-presidente da Sociedade Semear.
Sobre Jenner, o mestre Drummond escreveu: “Sua pintura é das que conversam com a gente, se infiltram, tomam conta: sem agressão, com suave persistência. E cria um mundo mais belo, dentro do mundo a que estamos acostumados.”
O escritor Érico Veríssimo descreveu assim a sua admiração por Jenner: “Vi tuas pinturas. Tuas casas e ruas possuem expressão quase humana e parecem contar histórias. Na minha opinião, hoje, no Brasil, ninguém pinta marinhas e céus mais belos que os teus. Vivo repetindo que sou pintor frustrado. Se me perguntassem como quem eu gostaria de pintar, responderia sem hesitação: como Jenner Augusto. “


No decorrer de sua vida, Jenner recebeu vários prêmios, como Medalha de Ouro do VI Salão Baiano de Belas Artes, certificado de Isenção do Júri e o prêmio de Viagem ao País, respectivamente no VI e no VIII Salão Nacional de Arte Moderna e o grande prêmio de pintura do III Salão de Artes Plásticas do Rio Grande do Sul, entre muitos outros. Em novembro, será homenageado pela cidade de Lagarto.
Em Sergipe, várias das suas obras embelezam espaços públicos e privados, expondo a grandeza desse gênio sergipano, que através dos seus pincéis revelou para o mundo as belezas, os matizes e os contrastes do nosso nordeste. Jenner pintou painéis que se eternizaram na memória e nas paredes dos seus conterrâneos. Quem não se lembra do mural do antigo Hotel Palace, que hoje está no hall do Teatro Atheneu? Do mural do Cacique Chá? Do mural do antigo Aeroporto de Aracaju e do painel em cerâmica “Os Primeiros Habitantes de Sergipe”, que foi restaurado pela Energisa e está exposto para a comunidade no prédio sede da empresa? Do painel em cerâmica do edifício Walter Franco, no calçadão da rua João Pessoa? Várias são as obras que eternizam Jenner em Sergipe e nos mais diversos pontos do planeta, dividindo com aqueles que as contemplam os sentimentos e sensações de um sergipano que soube levar consigo as cores, as hitórias e as paisagens da sua terra.
No ano de 2003 Jenner Augusto nos deixa, mas suas obras se imortalizaram e encantam a todos por onde passa.

A exposição Jenner 85 anos fica na Sociedade Semear até o dia 27 de novembro.


==




"Essa é Pra Tocar no Rádio?" (texto do site ARBUP)

É o título de uma música de Gilberto Gil e que resume bem o objetivo do I Festival Nacional de Música da ARPUB: abrir espaço na programação das rádios públicas brasileiras para a nova produção musical do país que não encontram espaços na maioria das rádios comerciais, fazendo com que as rádios públicas sejam muitas vezes a única porta para escoar a riqueza e a diversidade regional dessa produção.

O Festival visa revelar e divulgar gravações de obras musicais inéditas nas emissoras de rádio participantes para cantores, compositores, instrumentistas e arranjadores, valorizando a produção e a diversidade da musical local.

Para a fase nacional, cada rádio enviará as duas músicas que obtiveram as maiores pontuações nas categorias: Melhor Música Com Letra e Melhor Música Instrumental. Depois destas músicas serem veiculadas em todas as emissoras participantes, cinco receberão a premiação em dinheiro nas seguintes categorias: Melhor Música Com Letra, Melhor Música Instrumental, Melhor Intérprete, Melhor Instrumentista e Melhor Arranjo.

(Continua...)

LEIA TEXTO COMPLETO AQUI: http://www.arpub.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=202&Itemid=259


NO site da INFONET as músicas sergipanas que estão na concorrência: http://www.infonet.com.br/cultura/aperipe.asp


==

FERRARO TRIO & CROVE HORRORSHOW




FERRARO TRIO E CROVE HORRORSHOW

30 DE OUTUBRO (SEXTA) – CAPITÃO COOK

Depois de shows bastante comentados no Capitão Cook ao lado de Ivan reis, Héloa Rocha, Zéq Oliver e Máquina Blues, o Ferraro Trio vem conquistando outros espaços em Aracaju, a exemplo do Projeto Freguesia na orla de Atalaia e duas apresentações em eventos da Universidade Federal de Sergipe, onde seus integrantes (Saulinho Ferreira, Robson Macaxeira e Rafael Jr.) estudam Música. Bebendo principalmente na soul music dos anos 70, o trio faz música instrumental acessível e até pra dançar, com influências da Motown (Steve Wonder, Jackson 5, Marvin Gaye), do rock (Jimi Hendrix Experience) e da música negra brasileira (Black Rio, Moacir Santos). O grupo, que lançou um EP com 4 músicas (todas disponíveis em www.myspace.com/ferratrio) e participa do Festival de Música da Associação das Rádios Públicas do Brasil – na categoria “instrumental” – convida dessa vez um ícone da música pop sergipana dos anos 80, que influenciou importantes nomes da cena local nos 90 mas foi muito pouco ouvido e divulgado dentro e fora de Sergipe.

O Crove Horrorshow nasceu no segundo semestre de 1985, em Aracaju, após a dissolução do Perigo de Vida, um dos primeiros grupos de rock formados na cidade. O nome da banda é uma explícita referência ao idioma fictício criado por Anthony Burgess em seu romance “A Laranja Mecânica”, transformado em filme por Stanley Kubrick. O Crove lançou sua primeira demo em 1988, com as músicas Nada e Tudo. Em 1989, foram gravadas em estúdio mais duas músicas: Eu te Amava e Agora. Em 1996, foi gravada a demo Catedral, com quatro músicas: Catedral, Nada Passou, Labirinto e Ninguém Mais. Em 2004, foi lançado o CD demo Violagem, com versões acústicas e eletrônicas de novas e velhas canções. Atualmente, com o novo baixista Fabinho Snoozer, a banda planeja lançar um CD com músicas de suas várias fases. Confira algumas músicas da banda: www.myspace.com/crovehorrorshow

RESUMO:

QUEM – FERRARO TRIO & CROVE HORRORSHOW

QUANDO – 30 DE OUTUBRO (SEXTA), 22h

ONDE – CAPITÃO COOK (FAROL DA COROA DO MEIO)

QUANTO – 10 REAIS

APOIO – APERIPÊ FM E MOJO DESIGNERS


==


Help!



Help!

Festa que ocorrerá na Casa do Rock dia 30/10, com o objetivo de arrecadar uma verba para ajudar a pagar os custos da ida da Plástico Lunar e The Baggios, para o Festival Dosol (http://www.dosol.com.br/) em Natal dia 07/11, passando por Campina Grande na Paraiba, para um show de lançamento do Ep da banda local Sex on the beach (http://www.myspace.com/sexonthebeachsurf) dia 05/11.


As bandas:

The Baggios

Plástico Lunar

Elvis Boamorte e os Boavidas

Sinesttesia (lançando seu EP)


OBS: A Casa do Rock fica na Aruana, proximo da AABB e em frente ao Oca Bar, Aracaju-SE.


==


enviado por Suyene Correia




==



EXPOSIÇÕES continuam até...


A exposição fotográfica ‘Dá Iô Iô’

Fotos de Camile Levita ficam em cartaz até dia 31 de outubro
Galeria Álvaro Santos
às 20h

leia completo nesse link: http://www.infonet.com.br/agenda/ler.asp?titulo=exposicoes&id=90333 )


==


Exposição do Fotógrafo Marcelinho Hora

"Crianças... magia, pureza e verdade”




"De todos os presentes da natureza para a raça humana, o que é mais doce para o homem do que as crianças?" (Ernest Hemingway)

O fotógrafo Marcelinho Hora, há mais de uma década é conhecido por registrar através de suas lentes a cena musical Sergipana. Agora nos surpreende por revelar mais um lado de sua arte só conhecida por alguns: ”O universo da fotografia infantil.”
Período: De 08 a 22 de Outubro de 2009.
Horário: Das 10h às 22 h.
Local: Shopping Riomar – 2º piso, próximo ao Game Station

Contatos:
Marcelinho Hora
79-3042-4989 - 79-8101-5820
Avenida Acrísio Cruz, 174 – Bairro Salgado Filho
contato@marcelinhohora.com.br
www.marcelinhohora.com.br
http://www.flickr.com/marcelinho/collections/72157602846945402/
http://marcelinhohora.blogspot.com/


==

Na galeria Jenner Augusto - Semear

Até 23 de outubro o artista plástico baiano Guel Silveira expoe seus trabalhos na Galeria Jenner Augusto, na mostra que leva seu próprio nome. Guel Silveira é filho de Jenner Augusto (que dá nome à galeria da Semear) e da marchand Luiza Silveira. A exposição tem como curador Zeca Fernandes.


==


PRÓXIMAS ATRAÇÕES...

a exposição “TOY ART + HUMOR

do artista plástico João Valdênio
Brevemente no SESC Centro...


==


/>

HQ Festival 2009

A quinta saga do HQ Festival – Festival de Quadrinhos de Sergipe, acontecerá durante os dias 31 de outubro e 1 de novembro na Biblioteca Pública Epiphânio Dórea, das 9 às 19h, o evento tem por objetivo estimular o crescimento da Arte Sequencial no Estado.

mais informações: http://hqfestival.wordpress.com/hq-festival/


==




Circular BR volta a Aracaju!!!

Projeto de Música Instrumental volta a passear pelo Brasil em outubro. Aracaju, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre serão brindadas com shows até dezembro.



Patrocinado pela Petrobras Distribuidora, o Circular BR prossegue com a proposta de levar pelo Brasil afora a música instrumental de qualidade. Em outubro, artistas de expressão da música instrumental brasileira sobem aos palcos de nordeste a sul do país, para firmar mais um vez o compromisso de apresentar a perfeita harmonia entre diferentes estilos.

Além de formar público e promover o intercâmbio cultural entre músicos e platéia, o Circular BR propicia que a música instrumental brasileira continue a caminhar pelo País.

Programação de Aracaju

06/11/09 (sexta-feira), 20h
Luciana Rabello e Maurício Carrilho Quarteto
Convidado especial: Déo Rian

-

04/12/09 (sexta-feira), 20h
Marcel Powell Trio
Convidado especial: Victor Biglione

a serem realizados no

Teatro Lourival Baptista
200 lugares
End.: Rua Laranjeiras, 1.967 - Getúlio Vargas
Tel: (79) 3179-7550 / 3179-7551 / 8821-3258


==



Projeta Brasil Cinemark comemora uma década de incentivo ao cinema nacional

na SEGUNDA-FEIRA, dia 9 de NOVEMBRO, A rede exibe EXCLUSIVAMENTE filmes nacionais em suas 410 salas de seus 50 complexos

Em 2009, o Projeta Brasil Cinemark comemora 10 anos. Neste tempo, já passaram pelas salas da Rede cerca de 1 milhão e 400 mil espectadores, que assistiram as principais produções brasileiras em seus mais variados gêneros: comédia, ficção, romance e documentário, neste dia dedicado exclusivamente ao cinema nacional. A edição deste ano, o X Projeta Brasil Cinemark, acontece na segunda-feira, dia 9 de novembro. As 410 salas dos 50 complexos da Rede no país exibirão somente filmes nacionais - lançados entre novembro de 2008 e outubro de 2009 -, com ingressos custando apenas R$2.

leia mais AQUI

==



==

MOSTRA DE DANÇAS ÁRABES

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL YASMIN NAMMU (ITÁLIA)
FLAVIA KAHINA (SE)






LOCAL: TEATRO TIRADENTES - UNIT CAMPUS CENTRO, RUA SIMÃO DIAS, SEM NÚMERO, CENTRO
DATA: DIA 15 DE NOVEMBRO, DOMINGO AS 19:00

ENTRADA FRANCA


==


em Minas Gerais acontece:




==


O provedor

Andar à toa é coisa de ave.
Meu avô andava à toa.
Não prestava pra quase nunca.
Mas sabia o nome dos ventos
E todos os assobios para chamar passarinhos.
Certas pombas tomavam ele por telhado e passavam
as tardes frqüentando seu ombro.
Falava coisas pouco sisudas: que fora escolhido para
ser uma árvore.
Lírios o meditavam.
Meu avô era tomado por leso porque de manhã dava
bom-dia aos sapos, ao sol, às águas.
Só tinha receio de amanhecer normal.
Penso que ele era provedor de poesia como as aves
e os lírios do campo.


do "Livro sobre nada"

Nenhum comentário:

Postar um comentário