20 de dezembro de 2010

Arte e Cultura em Aracaju - de 20 a 27 de dezembro de 2010



poesia




Aboio



tudo que eu faço é falso
tudo que eu faço é fake
nasci na cidade grande
meu peito tem rio e ponte
ontem eu me vi casado
com uma moça de concreto
ói pra mim num tem mais jeito!

--

do poeta e músico Márcio André Andrade



==


Da maior importância...

Sergipe tem dois finalistas na etapa nacional do festival de música da Associação das Rádios Públicas do Brasil e dependem do seu voto para ganhar...





Concorrendo na categoria MÚSICA COM LETRA,

The Baggios (São Cristóvão)

e na categoria MÚSICA INSTRUMENTAL,

Café Pequeno (Aracaju)

Peço aos amigos que conhecem o som de ambos que votem. Aos que não conhecem, ouçam a música no site e, assim como eu, tenham a certeza de que ambos os concorrentes sergipanos são os melhores nessa disputa.

A votação pode ser feita pela internet acessando o site da ARPUB,



==


novidade na

LOJINHA dos DISCOS

Alex Sant'Anna lança o EP 'Cansado'




acesse:

lojinhadosdiscos.blogspot.com



==



CINEMA


Em cartaz no

até dia 23/12, com sessão única às 14h, o filme (novamente 1 filme, porque o Cine Riomar continua a não exibir [desde a semana passada] o Cine Cult)


(no Jardins)
Leia apreciação do filme feita por Ivan Valença AQUI.





Segue a programação até
27 de dezembro






Segunda, 20


Lançamento do livro "Matheus em cordel", da cantora e escritora Antonia Amorosa.

O livro traduz para a linguagem popular do cordel o Evangelho de Matheus da Bíblia.



"Matheus em Cordel nasceu depois de um comentário de uma amiga diplomada que me dizia que lia a bíblia e não entendia. Tinha dificuldades de compreensão. Ela se referia aos mistérios da Palavra.

Acometi-me de uma gripe forte que me colocou na cama literalmente, e decidi que não ficaria ali improdutiva. Pedi a Deus que me concedesse uma iluminação para que eu fizesse algo através da arte popular para que sua Palavra alcançasse pessoas simples, em especial. E quando o trabalhador está pronto, você sabe que o serviço aparece.

Em 5 dias escrevi a mão todo o livro, e nos outros cinco digitei. São 714 sextilhas, 248 páginas, e segue rigorosamente todo o conteúdo cronológico do Evangelho de Matheus. Ou seja: você poderá ler a bíblia e verificar que segui fielmente cada versículo.

Utilizei a técnica da sextilha. É mais fácil para o cordelista criar algo em torno de uma história. Mas, criar o verso dentro de um assunto que já existe, sem fugir da sua perspectiva, é preciso que se tenha uma benção que transcende a limitação do homem. Fui apenas uma mente a serviço da obra, e nada mais."

Antonia Amorosa

O que: Lançamento do Livro "Matheus em Cordel", de Antonia Amorosa
Onde: Teatro Tobias Barreto
às 18h00

leiam matéria no site AMIGOVANE




==




Rua da Cultura





Não esqueça da Passarela de Xadrez, War e Magic.




A partir das 18h no Mercado Municipal








==


































Show beneficente em prol de Maria Feliciana





LEIA MAIS no site da Infonet:




==


Terça, 21








==




REUNIÃO DO


DIA 21.12.2010, participem e saibam mais detalhes em:

LOCAL: CASA RUA DA CULTURA - PRAÇA CAMERINO
PAUTA: ESTATUTO / ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES
O FÓRUM MUSICA SERGIPE CONVIDA A PRESENÇA DE TODOS.

(Clique aqui para ler a ata da reunião do dia 06.12)


==




OSSOS DO OFÍCIO
debate:
CULTURA, DIREITOS HUMANOS E COMUNIDADE - Um passo para a emancipação humana, política e social

Na próxima terça, dia 21 de dezembro, será debatido no Ossos do Ofício “CULTURA, DIREITOS HUMANOS E COMUNIDADE - Um passo para a emancipação humana, política e social” com Edilberto Rodrigues Souza Filho, professor e educador, integrante do Instituto Braços/SE (organização da sociedade civil que atua na promoção da cultura dos direitos humanos por meio da defesa de direitos, estudos e pesquisas e do controle social das políticas públicas, mecanismos de afirmação da igualdade e da ética). Edilberto vai trazer ao público uma discussão sobre a relação entre cultura e comunidade e seus aspectos sociais.

Nesta edição do Ossos do Ofício, a cultura será relacionada às comunidades, enquanto aspecto emancipador, de transformação da realidade. Será trazido como ponto de partida a análise de exemplos concretos no de ações culturais comunitárias exitosas, como, o Projeto Axé, o Projeto Cultural AfroReggae, entre outros. Interligando os conceitos culturais à prática cultural comunitária, os exemplos serão relacionados a realidade de Aracaju.

Este é um importante momento de encontro de organizações e fazeres em comunidades de Aracaju. Para enriquecer o debate, é importante a presença dos diversos grupos e entidades, trazendo à discussão diferentes olhares e práticas comunitárias em Aracaju.

Dia 21 de dezembro, terça-feira, às 19hs, na Escola Oficina de Artes Valdice Teles - Avenida Pedro Calazans, 737, Bairro Cirurgia (onde localizava-se o antigo Colégio Master).

Edilberto Rodrigues Souza Filho é educador social e professor de filosofia, tendo atuado como educador em projetos do UNICEF, do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua e da Prefeitura Municipal de Aracaju. Foi coordenador da Rede de Abrigo da Fundação Renascer de Sergipe, executor do programa de cultura e cidadania do Pró-Jovem de Aquidabã. Hoje é professor da rede privada de ensino e sócio-fundador do Instituto Braços, atuando como coordenador de rede e gestão de sustentabilidade do Instituto Braços.


==






Quarta, 22









Durante a Temporada de Concertos 2010, a Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE), sob a direção do maestro Guilherme Mannis, conseguiu com orgulho e responsabilidade difundir o que fez pela cultura em solo sergipano e nacional. Apresentou a ópera Aïda, em forma de concerto, que englobou grandes talentos do Estado - a Lira Sancristovense, solistas da nossa terra, e o Coro Sinfônico -, o que resultou em um espetáculo único que lotou o Teatro Tobias Barreto e lançou uma nova semente para futuras produções do mesmo tipo. Regentes de vigor internacional passaram pela orquestra, como Roberto Tibiriçá, Isaac Karabtchvesky, Marcelo de Jesus, entre outros que, com suas novas idéias, coroaram ainda mais o trabalho musical no Estado.

Inúmeros solistas passaram por aqui, a começar pelo grandioso Nelson Freire, considerado, pela crítica especializada, como um dos 10 maiores pianistas do século. Além de nomes como Gilberto Tinetti, Pavel Gomziakov, Ricardo Castro, Daniel Guedes, entre outros.

O talento sergipano não ficou de fora nessa jornada: Eduardo Garcia, Cláudio Alexandre, Jonatas Matias, Manoel Vieira Jr. foram destaques, e ainda execuções de composições e arranjos do pianista e regente do coro sinfônico, Daniel Freire.

Outro grande triunfo do grupo foi a participação no 41° Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, o maior e mais importante festival de música da América Latina. Neste evento, pode-se dizer que a ORSSE foi a embaixatriz da cultura do Nordeste: nos últimos 20 anos nenhuma orquestra profissional da região havia se apresentou no aclamado Festival.

Além de inúmeras apresentações no Teatro Tobias Barreto, a Orquestra, a exemplo dos anos de 2007, 2008 e 2009, realizou uma produção de caráter pioneiro em Aracaju com a série de Concertos na Catedral Metropolitana e magníficas apresentações pelo interior de Sergipe, na série “Orquestra na Estrada” no total de oito cidades, que através de concertos didáticos e com repertório adequado, os cidadãos puderam conhecer e se orgulhar de terem uma orquestra.

Todo este trabalho é fruto de muita dedicação e profissionalismo de nossos músicos, o carinho e emoção de nosso público e, sobretudo, o compromisso que o Governo do Estado de Sergipe tem com a cultura do seu povo, através da Secretaria de Cultura e o apoio vital do Instituto Banese. Por isso, podemos com sinceridade e trabalho honesto, vivenciar nosso legado e fazer com que nossos jovens tenham um futuro musical como perspectiva. Temos certeza de que este trabalho beneficia toda a sociedade, de forma que Sergipe está hoje incluído nos roteiros das turnês de importantes orquestras e outros espetáculos musicais. A ORSSE proporcionou um reconhecimento nacional da música produzida no Estado. O Brasil abraça Sergipe, e nós aplaudimos de pé todo incentivo e apoio dado ao grupo, fazendo votos de que perdure por muitos anos. Cidadania, música e inclusão é o futuro que visualizo para o nosso segmento daqui em diante”, compartilha o maestro Mannis.

Para o encerramento desse ciclo, no dia 22 de dezembro, quarta-feira, às 20h30, no Teatro Tobias Barreto, o programa foi especialmente dirigido às comemorações de final de ano. O Concerto nº23 para Piano e Orquestra do austríaco Wolfgang Amadeus Mozart, considerado um dos mais belos do gênero, será executado pelo pianista Amaral Vieira. Grande amigo da orquestra, Amaral escolheu pessoalmente o piano Steinway da ORSSE, em Nova York. Além de pianista, é também profícuo compositor presente nos palcos de todo o mundo, e recentemente acaba de chegar de uma auspiciosa turnê no Japão.


O Gran Finale das atividades da ORSSE neste ano será a apresentação inédita no Estado da cantata cênica Carmina Burana, do alemão Carl Orff, com a participação do Coro Sinfônico, o Coro Infantil da ORSSE e os solistas Gabriela Pace, soprano, Marconi Araújo, contratenor, e Sebastião Teixeira, barítono.

Carmina Burana é uma peça que muito tem a acrescentar e dizer sobre a vida de nossa orquestra e de nossas vidas: é uma cantata cujos textos e símbolos emolduram a medieval Roda da Fortuna, que por estar eternamente girando nos remete ao destino, à reflexão e que tudo acontece ao seu tempo. Neste sentido a Roda da Fortuna é uma parábola da vida humana exposta às mudanças constantes de seus sentimentos. Além disso, Carmina Burana exprime um mundo neutro, ou melhor, um mundo equilibrado onde o Mal não existe sem o Bem, e a Fé não existe sem o Profano” explica Daniel Nery, regente assistente da ORSSE.

Nesse aspecto de constantes vitórias e amadurecimentos, a ORSSE, uma realização da Secretaria de Estado da Cultura do Governo de Sergipe, firmou-se ainda mais no ano de 2010, como um dos importantes grupos sinfônicos do país, exemplo de determinação para toda a classe musical do Brasil. Uma orquestra democrática, que populariza o acesso e respeita o cidadão, com solistas, maestros, e apresentações de alto nível, só poderia ser assim: DE TODOS!

Um Feliz 2011!
ORQUESTRA SINFÔNICA DE SERGIPE
Patrimônio Cultural do Povo Sergipano

SERVIÇO

Orquestra Sinfônica de Sergipe
Encerramento da Temporada 2010
Quarta-feira, 22 de dezembro de 2010
Teatro Tobias Barreto 20h30
Ingressos à venda na Bilheteria do Teatro, R$ 5 e R$ 10
(79) 3179.1496, 13h-20h / 3179.1491, 08h-13h

Programa
GUILHERME MANNIS, regente
AMARAL VIEIRA, piano
GABRIELLA PACE, soprano
MARCONI ARAÚJO, tenor
SEBASTIÃO TEIXEIRA, barítono
CORO SINFÔNICO DA ORSSE
DANIEL FREIRE, regente
CORO INFANTIL DA ORSSE
EZEQUIEL OLIVEIRA, regente

Wolfgang Amadeus MOZART (1756-1791)
Concerto para Piano em Lá Maior KV 488
  1. Allegro
  2. Adagio
  3. Allegro assai

Carl ORFF (1895-1982)
Carmina Burana



==



no GONZAGÃO

dia 22 de dezembro




==






Imperdível!

Acompanhem o programa ao vivo pela Internet em:
http://aperipe.swapi.uni5.net/

Acessem também o Blog do CJ em:
http://programaclubedojazz.wordpress.com/


Clube do Jazz, Aperipê FM, 104,9, 4ª 20h

Grande abraço e até a noite,

Ernesto Seidl

==



Temporada de JAZZ

com o

Saulinho, Alejandro, Rafael e Robson



Toda quarta das 21h a 00h



no restaurante




endereço

Rua Dr Bezerra de Menezes 102, Atalaia
Reserve a sua mesa pelo fone (79) 3255-2376


O couvert é de 5 reais por pessoa








Quinta, 23





BOSSA NOVA


==



JAZZ









O pianista Rafael Ramos e o guitarrista Allen Alencar se apresentam às quintas-feiras no




Château Blanc Restaurant,




a partir das 21h. Maiores informações e r




eservas, pelo telefone 3246-4644.









Visite o site











==



==

Sexta, 24








==



Jazz


no


ARMAZÉM BACCO


com ALEJANDRO HABIB


Sextas e sábados,

às 21h
Rua Celso Oliva, 77 - Treze de Julho

Couvert Artistico -
R$ 5
Reservas (79) 3246-4585

Vocês ainda poderão adquirir o disco



onde atua com o tecladista Weide Morazi e Pequeno, na percussão. Veja mais sobre esse trabalho naLOJINHA dos DISCOS.


==


AGENDA do CHORO



A 'Agenda do Choro' é um indicativo de onde pode se encontrar chorinho ao vivo ou ao rádio, em Aracaju. Quem souber de alterações ou de novos lugares, grupos ou programas, por favor me informe. A intenção é fomentar público para esse gênero musical que quanto mais ouço mais aprecio.




A.


-----------


Renovação do Choro & CONVIDADOS


Bar Chorinho do Inácio
sábados e domingos, 16 às 21h0


ONDE: Rua Canadá, 343 - B. Novo Paraíso (é uma transversal da Rua Rio Grande do Sul, próximo à COHIDRO).



Contato: Inácio 79 9136-1803


=




Bar Recanto do Chorinho
domingos, das 17h00 às 19h30 (PONTUALMENTE!, depois rola outro som ao vivo)


Além da boa música, a casa serve bebidas, refeições e petiscos para todos os gostos.
Convert R$ 5,00 -




=




no Parque da Cidade se apresenta a Banda do Chorinho
Egnaldo - Bandolim e voz e percussão
Souza Cavaquinho
Saul Violão
Dão violão
Rivaldo & Nancy - voz


às 4ª e depois do chorinho, das 20 às 23h00, seresta.


Contato: Leidinha 79 8135-2330




==


APERIPÊ AM


CHORINHO NAS RÁDIOS



apresentado por Sérgio Thadeu, o programa, criado por seu pai EN SETEMBRO DE 1985, é uma verdadeira celebração ao Choro, buscando sempre apresentar novidades ou resgatar clássicos do fundo do baú. Um verdadeiro banquete pra quem gosta do ótimo Choro! Vai ao ar todos os domingos das 7 às 9h00


Contato: Sérgio Tadeu
domingonoclube@gmail.com


=



APERIPÊ FM - Programa Choros e Canções,

Apresentado por Ricardo Gama, o programa choros e canções vai ao ar na Aperipê FM sempre às 18h, de segunda à sexta.


Contato: chorosecancoes@aperipe.se.gov.br














==












==














Sábado, 25





==

Domingo, 26




==



Segunda, 27








==



Próximos eventos...









==





==


EXPOSIÇÕES



















VISÃO URBANA E CULTURAL
Exposição na ÁLVARO SANTOS - Será aberta dia 25/11/2010, às 20h, na Galeria Artes Álvaro Santos, a exposição de Anete Sobral, VISÃO URBANA E CULTURAL. A exposição pode ser vista até o dia 11 de dezembro, das 8h às 18h - de segunda a sexta - e sábado, das 9h às 13h.




==


O Salão foi contemplado pelo Edital de Apoio à Festivais de Fotografias, Performances e Salões Regionais, na categoria Artes Visuais-Funarte, com o objetivo de estimular a produção e o intercâmbio com artistas locais e nacionais, além de contribuir para a formação de público e a divulgação da arte contemporânea nas categorias desenho, pintura, gravura, fotografia, escultura, vídeoarte, objeto e instalação.



Outras informações através do e-mail culturaeartes@sociedadesemear.org.br ou no site www.galeriajenneraugusto.com .


Galeria Jenner Augusto - Sociedade Semear

End.: Rua Vila Cristina 148, bairro São José, em Aracaju.




==





EXPOSIÇÃO

'TRÊS'



dos artistas plásticos,
Jamson Madureira
Marcelo Roque Belarmino
Tiago Campelo.





Horário de Visitação: 14 às 19h.
Agendamento prévio para visitas mediadas!
Período da Exposição: 22/11/2010 a 07/01/2011

A EXPRESSÃO PLÁSTICA DO DESENHO NA CONTEMPORANEIDADE

O desenho é uma prática ancestral. Rupestre primeiro confundia-se com o próprio objeto representado. Ao correr da história muda, ganha perspectivas, contornos, nuances, matizados, jogos de luz e sombra.
Figurativo traduz o mundo e nos empresta certa forma de ver. Constrói secularmente um olhar sobre o mundo, um olhar sobre cotidiano, um olhar sobre as grandes questões que nos afligem.
Mapa para trajetos longos, cartas de navegação, divisão de terras, relevos, estradas, o desenho assume um aspecto um aspecto utilitário e indispensável.
História em quadrinhos, cinema, banda desenhada, o desenho abre-se para a arte, o desenho abre-se para o belo, o contemplativo o que enleva o espírito.
No nanquim, no bico de pena, no grafite, na luz/cor dos computadores, linhas mais ou menos espessas originam um universo de formas cujos procedimentos de composição se voltam para as múltiplas possibilidades de contar histórias, narrar fatos, discutir acontecimentos, inquietar e reorientar certezas.
Os trabalhos expostos mostram a plasticidade da técnica e a leveza de uma técnica que não deixa nunca de nos impressionar.
Profª. Drª. Lilian França



A vernissage aconteceu dia 19 de novembro no SESC Centro com a Participação Especial dos músicos Pedrinho Mendonça, Júlio Rego, Dudu Prudente, Alisson Coutto e o DJ Leo Levi.



==

Exposição

Balanços e Repentes

Curadoria e textos de Ilma Fontes




==


Leia sobre outras exposições no site da INFONET

==

Expo Digit@l,

com alguns trabalhos do artista plástico


Vicente Coda




caros amig@s,

Vicente Coda está fazendo umas telas pequenas, em madeira MDF, redondas, com 28, 36 e 43 cm de diâmetros, a preços bem populares, ou seja: as de 28cm custam R$ 20,00; as de 36cm custam R$ 30,00 e as de 43 cm custam R$ 60,00. Há outras peças retangulares, com 18 x 24 cm que custam R$ 40,00, o par no tamanho 20 x 23 = a R$ 30,00. Uma excelente opção para presentear no Natal.
Para aquisições e visualizar outras peças, entrar em contato pelo e-mail: vicentecoda@hotmail.com e vicente_orelha@yahoo.com.br , ou pelo fone 9949-5078.


Nenhum comentário:

Postar um comentário