23 de novembro de 2011

Arte e Cultura em Aracaju - de 25 de novembro a 02 de dezembro de 2011


poesia
de Herberto Hélder

A MENSTRUAÇÃO,QUANDO NA CIDADE PASSAVA

A menstruação,quando na cidade passava
o ar.As raparigas respirando,comendo figos -- e a menstruação quando na cidade
corria o tempo pelo ar.
Eram cravos na neve.As raparigas
riam,gritavam -- e as figueiras soprando de dentro
os figos,com seus pulmões de esponja
branca.E as raparigas
comiam cravos pelo ar.
E elas riam na neve e gritavam:era
o tempo da menstruação.

As maças resvalavam na casa.
Alguém falava: neve.A noite vinha
partir a cabeça das estátuas,e as maças
resvalavam no telhado--alguém
falava;sangue.

Na casa,elas riam-- e a menstruação
corria pelas cavernas brancas das esponjas,
e partia a cabeça das estátuas.
Cravos--era alguém que falava assim.
E as raparigas respirando,comendo figos
na neve
Alguém falava:maças.E era o tempo.

O sangue escorria dos pescocços de granito,
a criança abatia a boca negra
sobre a neve nos figos--e elas gritavam
na sombra da casa.
Alguém falava:sangue,tempo.

As figueiras sopravam no ar que
corria,as máquinas amavam.E um peixe
percorrendo,como uma antiga palavra
sensível,a página desse amor.
E alguém falava:é a neve.
As raparigas riam dentro da menstruação
comendo neve.As cabeças das
estátuas estavam cheias de cravos,
e as crianças abatiam a boca negra sobre
os gritos.A noite vinha pelo ar,
na sombra resvalavam as maças.
E era o tempo.

E elas riam no ar,comendo
a noite,
alimentado-se de figos e de neve.
E alguém falava: crianças.
E a menstruação escorria em silêncio--
na noite,na neve--
espremida na esponjas brancas,lá na noite
das raparigas
que riam na sombra da casa,resvalando,
comendo cravos.E alguém falava:
é um peixe percorrendo a página de um amor
antigo.e as raparigas
gritavam.

As vacas então espreitando,em cujos
focinhos o lume em silêncio se consumia.
Pelas janelas os violinos
passavam pelo ar.E a menstruação na raparigas
escorria pelas sombras,e elas
gritavam e comiam areia.Alguém falava:
fogo.E as vacas passavam pelos violinos.
E as janelas em silêncio escorriam
o seu fogo.E as admiráveis
raparigas cantavam sua canção,como
uma palavra antiga escorrendo
numa página pela neve,
coroada de figos.E no fogo as crianças
eram tocadas pelo tempo da menstruação.

Alimentavam-se unicamente de figos e de areia.
E pelo tempo fora,
riam-- e a neve cobria a sua página de tempo,
e as vacas resvalavam na sombra.
Em silêncio o seu lume
escorria das esponjas.A menstruação
partia a cabeça dos violinos.
As raparigas,cantando as suas crianças,
comiam figos.
A noite comia areia.
E eram cravos nas cavernas brancas.
Menstruação--falava alguém.O ar passava--
e pela noite,em silêncio,

a menstruação escorria pela neve.



==

novidade na
LOJINHA
dos
DISCOS

Acesse e baixe o novo single de Vicente Coda e a Paraphernália


==

Continuam em exibição no
CINE CULT

Cinemark JARDINS (Informações 3217-5610)

Leia SINOPSE sobre o filme 'Incêndios'

CINE CULT
Cinemark RIOMAR



sessões às 14h

Ingressos a R$ 10 ou R$ 5
FILMES EM CARTAZ ATÉ 1º/12

==

Mostra de cinema CINE QUA NON Nomad's land - Cinema territórios e migração


Até dia 1º/12/2011 - Cinemark - SHOPPINGS RIOMAR e JARDINS - 14h

Numa parceria entre o Cinecult e o GELIMIS (UFS), a mostra apresenta 6 olhares de cineastas
contemporâneos sobre os fenômenos de nomadismo e de migração: experiências de
deslocamento, condição do migrante e contato com espaços culturais novos. Os filmes
apresentados buscam desenhar as nuances das travessias dos sujeitos migrantes e nômades, à
descoberta de si mesmo e do outro.


Todas as informações (filmes, trailers, sinopses) estão no site:

https://sites.google.com/site/projetocinequanon/i-mostra

==

programação completa...

Sexta, 25


ORSSE em mais uma apresentação da série 'Cajueiros' no


Teatro Tobias Barreto


25 de novembro de 2011

20h30


O grande destaque dessa programação são os “Choros Nº 6”, do nosso Patrono da Música Clássica, Heitor Villa-Lobos. Obra desdobrada em um caleidoscópio de cores e formas musicais tipicamente brasileiras, uma verdadeira combinação de sonoridades das ruas do Rio de Janeiro com expressões inovadoras, utilização grandiosa dos instrumentos de percussão e forte influência dos grandes impressionistas franceses, como Debussy e Ravel. Em apresentação inédita no Estado, a obra é das mais complexas para orquestra sinfônica: um grande desafio lançado à ORSSE, e um enorme presente aos músicos e ao público sergipano. “Um concerto vigoroso e que celebra uma profissão muito séria e repleta de bons talentos, inclusive em Sergipe”, finaliza o maestro.


==



==


Foi dado início à 4ª edição do Projeto Temporada na Casa Rua da Cultura. Desta vez a Casa receberá oito espetáculos de diferentes grupos teatrais que se apresentarão regularmente, de quinta à domingo, até o dia 18 de Dezembro.

O projeto, criado no ano de 2010 pela Cia Stultifera Navis, tem como objetivo ser espaço para as apresentações da própria e de demais companhias não só de Aracaju como também de todo o estado. Além disso, o projeto almeja formar um público conhecer e apreciador da cena cultural sergipana.


E é nesta 4ª edição que a Casa Rua da Cultura promove um feito inédito em Aracaju ao ser o único espaço em toda a região Nordeste a receber, em uma temporada de três meses, oito espetáculos diferentes.


“O Projeto Temporada surgiu como uma forma de abrir espaço para que mais pessoas pudessem assistir a espetáculos de dança e teatro que demoram meses para serem montados e que não podiam acabar depois de uma ou duas apresentações. Conhecemos grupos de Fortaleza, Recife e Salvador, que são os pricipais centros do Nordeste, e também de João Pessoa e Teresina e não temos notícia de feito como esse”, diz Lindemberg Monteiro, coordenador da Casa Rua da Cultura.


Espetáculos da Noite


Com um bom número de espectadores por peça, a noite desta quinta-feira foi marcada pela apresentação dos espetáculos “Almanaque” da Cia Stutífera Navis e “Duas Histórias de Amor” do Grupo Caixa Cênica que aconteceram respectivamente às 18:30h e às 20h.


O espetáculo ‘Almanaque’ é uma comédia de 70 minutos que faz uma retrospectiva dos principais acontecimentos que marcaram os últimos 60 anos no Brasil e no mundo. Montado pela primeira vez em 2001, ele retorna para esse temporada com um elenco jovem e cenas inéditas.


“Há 10 anos, ‘Almanaque’ bateu recorde de bilheteria enquanto produção local. Esperamos agora que a nova geração venha até a Casa Rua da Cultura conhecer a peça e fomentar mais uma vez um debate que interessa não só o público jovem mais também toda a sociedade”, explica Vagner Mendonça, produtor do espetáculo.


Já em ‘Duas Histórias de Amor’, o Grupo Caixa Cênica busca na comédia romântica uma nova experiência de linguagem teatral. “O ‘Duas Histórias de Amor’ faz parte do nosso Projeto Cenas de Bolso, em que usamos de espaços pequenos e intimistas para fazer os espetáculos. O ‘Pela Janela’, que ficou em cartaz na última edição do Temporada foi mais ou menos assim e foi maravilhoso então nossas expectativas para essa peça, que traz agora leveza e comicidade, são das melhores”, diz Thiago Marques, ator do Grupo Caixa Cênica.



===




E PARA ESSA SEXTA-FEIRA...





==


Horário: todas as sextas e sábados, às 21h
Local: Casa Rua da Cultura, Praça Camerino, 210, Bairro Centro
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00 a meia
Mais informações: 3042-3878

O Projeto Temporada apresenta


O CABARET DOS INSENSATOS

Nesta 4ª edição, o Projeto Temporada traz em cartaz os espetáculos “Duas Histórias de Amor” às quintas; “Almanaque” às quintas e sextas; “Cabaret dos Insensatos” às sextas, “Antígona”, “Cárcere do Outono” e “Pela Janela” aos sábados e “Longe” e “Os Marginais” aos domingos. Mais informações na Casa Rua da Cultura que fica localizada na Praça Camerino, 210, bairro Centro ou pelo telefone (79)3042-3878.



==



Manoel Vieira toca clássicos ao piano.

A partir das 21h
Endereço: Rua Celso Oliva, 77 - Treze de Julho
Aracaju
Informações: 3246-4585

==


Sábado, 26

AGENDA
do
CHORO

Indicamos onde você pode encontrar chorinho ao vivo ou ao rádio, em Aracaju. Quem souber de alterações ou de novos lugares, grupos ou programas, por favor me informe. A intenção é fomentar público para esse gênero musical que quanto mais ouço mais aprecio.

André Teixeira

Renovação do Choro
Bar Chorinho do Inácio

sábados e domingos, 16 às 21h00

ONDE: Rua Canadá, 343 - B. Novo Paraíso (é uma transversal da Rua Rio Grande do Sul, próximo à COHIDRO).

Contato: Inácio 79 9136-1803

Couvert R$ 4,00

=

Regional Recanto do Chorinho


Bar Recanto do Chorinho

Chorinho aos sábados e domingos


Sábado -- 15 às 18h


Domingos -- das 17 às 20h00 (PONTUALMENTE) Das 20h30 até 00h00 tem o som da Lenny Hall - música romântica)

Além da boa música, a casa serve bebidas, refeições e petiscos para todos os gostos. Fica localizado no Parque da Cidade. Veja algumas fotos do Parque.

Convert R$ 10,00


==


APERIPÊ AM


CHORINHO NAS RÁDIOS


Apresentado por Sérgio Thadeu, o programa, criado por seu pai em setembro de 1985, é uma verdadeira celebração ao Choro, buscando sempre apresentar novidades ou resgatar clássicos do fundo do baú. Um verdadeiro banquete pra quem gosta do ótimo Choro! Vai ao ar todos os domingos das 7 às 9h00


Contato: Sérgio Tadeu


domingonoclube@gmail.com


=


APERIPÊ FM - Programa Choros e Canções,


Apresentado por Ricardo Gama, o programa choros e canções vai ao ar na Aperipê FM sempre às 18h, de segunda à sexta.



Contato: chorosecancoes@aperipe.se.gov.br

==






==



Dia 26/11, às 20h, no auditório da Biblioteca Pública Epiphâneo Dórea, show imperdível do músico guitarrista sergipano Saulinho Ferreira. Quem conhece sabe o que assistirá. Para quem ainda não teve o privilégio de assisitir a Saulinho tocando, sugiro conferir. Sem dúvida alguma um dos melhores músicos sergipanos (e estou sendo humilde em deixar apenas no Estado). Vagas limitadíssimas (apenas 150 privilegiados). Ingressos na Levi's do Shop. Jardins e Casa do Artista.


==

METAL METAL METAL!!!


==

Projeto TEMPORADA apresenta


Monólogo com a atriz Walmir Sandes e com direção e texto de Hunald Alencar.



Um monólogo da consciência política diante do mundo atual e dos valores estéticos.



Traz uma pergunta segura que é sua própria resposta.

Horário: Sábados, às 19h - Local: Casa Rua da Cultura, Pç Camerino, 210, Bairro Centro


Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00 a meia


Mais informações: 3042-3878



==




-Pela Janela: Grupo Caixa Cênica

Livre adaptação da obra de Tennessee Williams – Fala comigo doce como a chuva - que tem
como tema central a solidão. Direção Caixa Cênica e Co-direção de Maicyra Leão.

Horário: todos os sábados, às 20h
Local: Casa Rua da Cultura, Praça Camerino, 210, Bairro Centro
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00 a meia
Mais informações: 3042-3878

FICHA TÉCNICA:
Direção: Grupo caixa cênica e co-direção Maicyra Leão
Texto: Tennessee Williams
Cenário: Grupo caixa Cênica
Direção técnica e iluminação: Denver Paraíso
Figurino: Erick Marinho
Trilha sonora: Alex Sant’Anna, Alisson Couto e Leo Airplane
Fotografia: Zak Moreira
Captação de áudio e vídeo: Fábio Rogério e Maicon Rodrigues
Edição de DVD: Lu Silva
Elenco: Diane Velôso e Thiago Marques
Coordenação geral: Diane Velôso
Produção: Grupo Caixa e Nah Donato


==


Projeto TEMPORADAS apresenta


ANTÍGONA



Antigona trata dos anseios e agruras da filha de Édipo, uma jovem determinada, na busca de conceder o direito ao ritual fúnebre ao seu irmão Polinices, morto em combate ao tentar invadir sua cidade natal. Ele é castigado em ficar sem funeral por Creonte, o novo rei de Tebas.



O texto, de mais de 2.500 anos, aborda o confronto entre o direito do cidadão e o direito do Estado, evidenciado na luta travada pela protagonista. Além disso, apresenta um forte teor místico, comum á tragédia grega e que não poderia faltar ás obras de Sófocles, um dos maiores dramaturgos de todos os tempos. Na montagem da Comanhia de Teatro Stutífera Navis, o espetáculo traz para a cena a contemporaneidade da discussão religiosa, através da presença da mitologia africana, transferindo o pensamento religioso e político daquela época para o pensamento atual, fomentando com isso o debate acerca destas questões.

Horário: todos os sábados, às 21h
Local: Casa Rua da Cultura, Praça Camerino, 210, Bairro Centro
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00 a meia
Mais informações: 3042-3878



==
Domingo, 27


projeto TEMPORADA na Casa Rua da Cultura apresenta


==

às 19h



Os Marginais é uma montagem do Grupo de Teatro A Tua Lona que visa dialogar com a literatura contemporânea brasileira. A pós-modernidade tem proporcionado a discussão acerca de grupos marginalizados como homossexuais, negros e as mulheres. Ao dramatizar textos de Ana Cristina César, Caio Fernando Abreu, Hilda Hilst, Sérgio Sant´Anna e Lygia Fagundes Telles, o espetáculo pretende dar vida a essas discussões e divulgar a obra desses autores.

Onde? Na Casa Rua da Cultura

Quando? Todos os Domingos a partir do dia 30/10

Quanto? Baratinho, R$ 14 inteira e R$ 7 a meia

Por quê? Porquê é o melhor programa para o domingo à noite da cidade, ou prefere assistir Faustão?

==


Segunda, 28


RUA DA CULTURA



Projeto RUA DA CULTURA

acontece no Mercado Municipal de Aracaju, em frente à passarela das flores.

Mais informações: 3042-3878



Programação completa disponível em
==


Quarta, 30

onversando Fotografia recebe Adenor Gondim

A edição de novembro do Conversando Fotografia traz o mestre Adenor Gondim diretamente de Salvador para um diálogo lindo com fotógrafos e público interessado em fotografia, no próximo dia 30 de novembro, às 19h, em Aracaju!

Desta vez o encontro será no auditório da sede do SESC Sergipe, que fica na rua Dom José Thomaz, 235, no bairro de São José.

[...]


Leia release completo na site do TROTAMUNDOS COLETIVO


http://trotamundoscoletivo.wordpress.com/2011/11/24/conversando-fotografia-com-adenor-gondim/


==


Programação - versão preliminar

Programação

Dia 30/11/11 – Auditório Terra Caída (Centro de Convenções) – 234 lugares

19 horas:

Abertura oficial

Palestra do escritor e jornalista Xico Sá (GNT, TV Cultura e Folha de São Paulo)
Lançamento do Livro Chabadabadá


Dia 01/12/11 - Auditório Abaís (Centro de Convenções) – 178 lugares

09 às 12 horas

Oficina: Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas de Sergipe (PELLLB)

Roberto Azoubel (MinC Nordeste)

Mileide Flores (Representante do Nordeste no Colegiado do Livro, Leitura e Literatura no CNPC/Rede NE de LLL)

Secretaria de Estado da Cultura

Fórum Permanente de Literatura, Livro e Leitura de Sergipe


15 horas

Imprensa alternativa, blogagem e outros exercícios de resistência cultural

Amaral Cavalcante (editor do jornal Folha da Praia)

Ilma Fontes (editora do jornal O Capital)

André Teixeira (Blog PROgCult)

Mediação: Rian Santos (Jornal do Dia e blog Spleen & Charutos)


16h30 horas

Bibliotecas e museus como palcos abertos para a literatura em ação

Terezinha Oliva (Superintende do IPHAN/SE)

Thiago Fragata (Diretor do Museu Histórico de Sergipe/Secult)
Gildevania Ferreira (Diretora da Biblioteca do Sesc/SE)

Mediação: Maria Sonia Santos Carvalho (Diretora da Biblioteca Pública Epifânio Dória)


18h30

Bate papo com Maria Alice Amorim: Literatura de cordel - cibercultura e tradição Digital

Mediação: Escritor Marcilio Medeiros, coordenador geral do Fórum Permanente de Literatura, Livro e Leitura de Sergipe

Sessão de autógrafos com a autora do livro No Visgo do Improviso ou A Peleja Virtual entre Cibercultura e Tradição


Dia 02/12/11 - Auditório Abaís (Centro de Convenções) – 178 lugares

09 às 12 horas

Oficina: Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas de Sergipe (PELLLB)

Roberto Azoubel (MinC Nordeste)

Mileide Flores (Representante do Nordeste no Colegiado do Livro, Leitura e Literatura no CNPC/Rede NE de LLL)

Secretaria de Estado da Cultura

Fórum Permanente de Literatura, Livro e Leitura de Sergipe


15h

Mercado editorial em Sergipe e no Brasil – perspectivas

Prof. Jorge Nascimento (Diretor-Presidente da Segrase)

Prof. Péricles Morais de Andrade Júnior (Diretor da Editora da UFS)

Mileide Flores (livreira e coordenadora geral do Fórum de Fórum de Literatura, Livro e Leitura do Estado do Ceará)

Mediação:


16h30 horas

Barracoteca: a experiência do 'livreiro do Alemão”

Otávio Júnior (autor do livro O Livreiro do Alemão e criador da Barracoteca Hans Christian Andersen, no Complexo do Alemão – Rio de Janeiro)

Mediação: Jozailto Lima (Diretor de Jornalismo do Jornal Cinform)


18h30 horas

Jornalismo cultural no contexto brasileiro

Raquel Cozer (jornalista do caderno Ilustríssima da Folha de São Paulo)

Mediação: Suyene Correia (Jornal da Cidade e blog Bangalô Cult)


20h

Lançamentos de livros

Leitura de poemas



==


Imperdível!

Acompanhem o programa ao vivo pela Internet em:
http://aperipe.swapi.uni5.net/

Acessem também o Blog do CJ em

Clube do Jazz, Aperipê FM, 104,9, 4ª 20h
Grande abraço e até a noite,
Ernesto Seidl


==

com o
Saulinho, Alejandro, Rafael e Robson

Toda quarta das 21h a 00h


no restaurante

endereço

Rua Dr Bezerra de Menezes 102, Atalaia
Reserve a sua mesa pelo fone (79) 3255-2376

Couvert individual R$ 5


==


Quinta, 1º de dezembro


no TIO MANECO



==





==






&



‎"Duas Histórias de Amor" (Comédia - 55min)

Hoje, às 20h, na Casa Rua da Cultura


Inteira: $20/ Meia: $10

Informações: 3042-3878



==




Todas as Quintas o cantor Dan Young se apresenta no Salato E Caramelle junto com o gaitista Igor Côrtes a partir das 20h30 ! Momento de baladas eternas, sucessos de Elvis Presley, Johnny Rivers, Trini Lopez entre outros! Vale a pena conferir!



Couvert artistico - R$ 3,00



Rua Niceu Dantas, 470 - fundo do Hotel Jatobá. Conheça um pouco mais sobre o artista Dan Younghttps://www.facebook.com/groups/danyoung.thepards/doc/126901660737811/ http://www.youtube.com/watch?v=xkFNdUZ8_bA&feature=youtu.be


==




==




O Chileno Gonzalo de Santiago toca e canta Bossa Nova e muito mais...

a partir das 21hs no Armazen Bacco


Endereço: Rua Celso Oliva, 77 - Treze de Julho

Aracaju

Couvert R$ 3,00


==




No line-up Budah Moderno convida os Dj`s Lina Bôto , Gustavo Motta (Guga) e Bruno Felizola Shakau. Então já sabe, chegue cedo pra pegar sua mesa pq o climinha "Pizza & Drinks" começa as 21:00 e os Djs fazem a pista pegar fogo a partir das 23:00h! E o melhor de tudo?


ENTRADA GRÁTIS


==

PRÓXIMOS EVENTOS...





==




==


Artistas realizam o Primeiro Seminário do Fórum Permanente de Artes Visuais

Nos dias dois e três de dezembro acontecerá o Primeiro Seminário do Fórum Permanente de Artes Visuais de Sergipe, na Sociedade Semear, Rua Vila Cristina 148, Bairro são José, Aracaju. Na Programação da sexta-feira consta, além do próprio lançamento do Fórum, apreciação do Manifesto Artes Visuais, e a discussão do tema “Arte Contemporânea hoje e suas perspectivas no nordeste”. Acontecerá também a abertura da exposição coletiva de artistas integrantes do Fórum de Artes Visuais, na Galeria Jenner Augusto, da Semear. No sábado, das 8h às 12h será ministrada a oficina básica de Elaboração de Projetos Culturais, por Ivan Masafret, que é fotógrafo, Mestre em Sociologia com especialização em Artes Visuais e trabalha na elaboração dos exitosos projetos de artes visuais da Sociedade Semear. Das 13h às 14h30min oficina de Captação de Recursos por Virgínia Lúcia atriz, diretora e teatróloga premiada internacionalmente, integrante do Colegiado Setorial de Teatro do Conselho Nacional de Políticas Culturais, Coordenadora de diversos projetos de sucesso. Das 15h às 17h30min oficina de Concepção de Portfólios, Folders, Convites e Catálogos, por Wolney Nascimento, fotógrafo premiado e especialista em Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas. Ele desenvolveu projetos de Comunicação Visual no Departamento de Promoção Institucional do Serviço Social do Comercio - SESC, no período de 1994 a 2008. Atualmente Coordena o “Projeto a Escola vai ao Cinema”. O Primeiro Seminário do Fórum de Artes Visuais se destina aos artistas visuais (artistas plásticos, fotógrafos, artesão etc), arte educadores, produtores culturais, museólogos e afins. A ficha de inscrição e informações são encontradas no Blog http://forum-artesvisuais-sergipe.blogspot.com/ nas galerias de arte e museus de Aracaju. Contatos podem ser feitos pelo e-mail Forumartesvisuaisse@gmail.compelos telefones 9814 0293 ou ainda 8843 2456. O seminário tem o patrocínio da Secretaria de Estado da Cultura e o apoio da Sociedade Semear. Segue a programação.


Dia 02/12/2011 - Sexta-feira

17 horas

Reunião do Fórum. Apreciação e aprovação do Manifesto Artes Visuais.

18h00min.

Roda de Discussão “Arte Contemporânea hoje e suas perspectivas no nordeste.”

19h30minh

Lançamento do Fórum Permanente e Manifesto de Artes Visuais de Sergipe.

Exibição de vídeo de 10min

20h00min

Abertura da Primeira Exposição Coletiva do Fórum de Artes Visuais.

Dia 03/12/2011- Sábado

Das 8h às 12h

Oficina Básica de Elaboração de Projetos Culturais (Ivan Masafret)

Das 13 às 14h30min.

Oficina Básica de Captação de Recursos (Virgínia Lúcia)

Das 15 às 17h30min.

Oficina Básica de Concepção de Portfólios, folders, convites e catálogos (Wolney Nascimento)

Nota: Os intervalos para cafés e refeições serão negociados entre ministrantes e público.


==


dia 5 de dezembro


==


SEMEAR COMEMORA 10 ANOS COM EXPOSIÇÃO DE JENNER AUGUSTO

No próximo mês de dezembro a Sociedade Semear comemora 10 anos de atividades e para celebrar a data em grande estilo, será inaugurada a exposição “JENNER AUGUSTO”, no dia 15 de dezembro, a partir das 19:30 min, na galeria que leva o seu nome, na Sociedade Semear, com cerca de 30 obras do consagrado artista sergipano, tendo como curadores Mário Britto e Zeca Fernandes.

Durante o evento, será lançado o livro “Jenner Augusto: vida e obra”, organizado por Mário Britto e Zeca Fernandes. A publicação conta com textos escritos pelos organizadores e personalidades de referência local e nacional, a exemplo do Governador Marcelo Deda e do Sócio Idealizador da Sociedade Semear, Cezar Brito. O livro é ilustrado com obras de Jenner Augusto, fotografadas pelo seu filho Guto Silveira.



Essas atividades estão sendo coordenadas pela Diretoria de Cultura e Arte da Sociedade Semear, quem tem a frente, Cita Domingos. Para o Diretor Presidente Carlos Britto Aragão, “a realização desses eventos mostram, na prática, a filosofia da Semear, evidenciando o trabalho participativo, onde cada um faz sua parte com o outro. O aniversário da Semear é uma celebração da vida compartilhada”.

Jenner Augusto” fica em cartaz de 15 de dezembro de 2011 a 15 de janeiro de 2012, com visitação de segunda a sexta das 09 às 19 horas.

A Exposição conta com o patrocínio da Boa Luz, Catabas Empreendimentos Imobiliários,Celi Decorações, Cezar Britto & Advogados Associados, Energisa, Fasouto Distribuidor, Grupo Maratá, Grupo Multiserv, Miguel Britto Advogados Associados, Petrobras, Rio Marine, Secretaria do Estado da Cultura - Governo de Sergipe, Spaço Sob Medida, TV Atalaia, Zeca Fernandes – Escritório de Artes.

Sobre a SOCIEDADE SEMEAR

“Não Basta o desejo, a presença de um homem bem intencionado ou mesmo uma grande idéia para que um projeto se torne vencedor. É preciso mais, é necessário que todos participem dos mesmos sonhos e das mesmas idéias, ainda que com dedicação diferenciada”. É baseado nesta frase do sócio idealizador da Sociedade de Estudos Múltiplos, Ecológica e de Artes - SEMEAR, Cezar Britto, que a Instituição vem caminhando desde o dia 08 de dezembro de 2001, quando da sua fundação, atuando nos estados de Sergipe, Bahia e Alagoas e sendo referência no Norte e Nordeste brasileiro, com dezenas de projetos realizados.

A Sociedade Semear é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP, título concedido pelo Ministério da Justiça do Brasil, cuja finalidade principal é o fortalecimento da cidadania, estimulando a participação ativa, livre e consciente de cada pessoa na construção coletiva do social; o meio ambiente, conservando a vitalidade e diversidade do ecossistema; a promoção da cultura, em suas múltiplas manifestações, de forma que todos tenham acesso às informações e aos benefícios dela decorrente; e desenvolver programas e atividades educacionais, participando, direta ou indiretamente, de projetos e movimentos que visem elevar a participação e o nível de consciência crítica do cidadão, tornado-o agente ativo nas decisões da sociedade.

Desde sua fundação, a Sociedade Semear vem atuando, em suas três áreas operacionais (Estudos Múltiplos, Meio Ambiente e Cultura e Artes), buscando fortalecer a cidadania, contribuindo para um mundo onde prevaleçam à ética, a solidariedade, a igualdade de oportunidades e o compromisso social, ambiental e cultural.

Sobre JENNER AUGUSTO

Jenner Augusto da Silveira (1924 - 2003). Sergipano, pintor, cartazista, ilustrador, desenhista, gravador. Reside em diversas cidades de Sergipe. Na cidade de Lagarto realiza cartazes para o cinema local. Em Laranjeiras, por volta de 1940, estuda a pintura de Horácio Hora. Volta a morar em Aracaju em 1944, quando se dedica à pintura e trabalha no comércio. Em 1949, realiza gratuitamente painéis, em estilo modernista, para a decoração do Bar Cacique. Em 1949, muda-se para Salvador, e trabalha como assistente no ateliê de Mário Cravo Júnior. Nessa época, participa com Lygia Sampaio e Rubem Valentim da polêmica mostra Novos Artistas Baianos, realizada no Instituto Histórico e Geográfico da Bahia. Desenvolve na cidade alguns trabalhos plásticos sob encomenda, destacando-se o afresco Evolução do Homem, para o Centro Educacional Carneiro Ribeiro, realizado entre 1953 e 1954. Viaja ao Rio de Janeiro para expor individualmente, e conhece Cândido Portinari e José Pancetti, que o recomendam à crítica e aos colecionadores. Conhece ainda James e Jorge Amado. Na década de 1960, pinta constantemente o bairro de Alagados e paisagens de Salvador. Em 1966, recebe convite para inaugurar a mostra Baianos na Filadélfia. No ano seguinte, viaja por França, Itália, Holanda, Inglaterra e Bélgica, onde conhece Paul Delvaux. Nas viagens, faz anotações, estudos e desenhos, editando-os em um álbum, publicado em 1970. Ilustra o livro de Jorge Amado Tenda dos Milagres. Há pelo menos três livros sobre sua obra:Jenner: A Arte Moderna da Bahia, de Roberto Pontual, editado pela Editora Civilização Brasileira, Os Alagados de Jenner, um álbum com cinco serigrafias e texto de Adonias Filho, editado pela Ranulpho Editora de Arte, e um livro-álbum denominado Jenner, com reproduções de sua obra, em cores e preto-e-branco, desde os primeiros trabalhos, publicado pela Imprensa Oficial da Bahia. Jenner Augusto dá nome a Galeria de Artes da Sociedade Semear.



==



EXPOSIÇÕES




==


ABERTURA da exposição fotográfica BREVIDADE




Cinema que se transforma em imagens. Imagens que se desdobram em experimentações. Experimentações... objetos de pesquisa e provocações. Quer saber mais? Visitem a exposição:






Período de Visitação: 18/11 a 23/12/2011

Visitação: de segunda a sexta das 10 às 19h




Está no ar o blog de apoio à volta do
FESTIVAL DE ARTE DE SÃO CRISTÓVÃO



Cartaz do último FASC, em 2005. (Arte de Eduardo Cardenas)


Leia sua postagem de Zezito Oliveira no site Overmundo:

FASC: Participação da comunidade é fundamental

“Quem produz cultura é a sociedade e não o Estado”. Uma frase/conceito que não esqueci, uma das idéias-chave contidas na carta do encontro preparatório, realizado em Aracaju (SE), do primeiro seminário sobre cultura, promovido depois pela SUDENE na cidade do Recife (PE), em meados dos anos 80, tempos da nova república e de esperanças renovadas com a retomada das liberdades democráticas, subtraídas pela ditadura civil-militar instalada no fatídico ano de 1964. [leia maispostagem comlpeta no site OVERMUNDO ou no PROFASC.

Acesse o blog e saiba mais: http://scprofasc.blogspot.com/

Abaixo assinado em prol do FASC


==


ÓTIMA NOVIDADE vindo por aí...
da
Cia. o Mínimo





Ao respeitável público, a Cia. O Mínimo apresenta a sua mais nova proposta para realização de um espetáculo inédito denominado “Retalhos Populares”. O grupo formado pelos palhaços Iris Fiorelli e Robert Colores tem 05 anos de estrada, com formação no Estado de Sergipe e traz por meio da linguagem do Palhaço aliada a técnicas circenses e a dança uma concepção da arte do riso com um mínimo de palavras e um rico repertório de gestos, mágicas, caprichados figurino e muito humor.






A Cia. O Mínimo foi contemplada com o incentivo fiscal da Lei Rouanet do Ministério da Cultura por meio do Programa Petrobras Cultural para receber, durante dois anos, patrocínio para a manutenção do grupo, aperfeiçoamento, nova montagem e circulação do espetáculo, alem de oficinas que serão oferecidas a quatro cidades, tendo início em junho de 2011 até primeiro semestre de 2013. Essa iniciativa apoiará a construção de um novo espetáculo de mesmo nome, como resultado de pesquisa com base na cultura popular realizada em municípios Sergipanos e Residência Artística em São Paulo, com estudo no Lume - Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais (Universidade de Campinas, Brasil).







A Cia O Mínimo, com o Patrocínio Petrobras Cultural, disponibilizarão informações, textos e imagens sobre seu trabalho estético, prática, estudos e encaminhamentos, no intuito de garantir acesso ao maior número de pessoas e permitir ampla troca de conhecimentos e experiências com outras companhias e trupes circenses além de todos àqueles que se interessem pela arte do clown e do corpo. Todas as atividades serão gratuitas. Contatos da Cia. O mínimo, site: www.ciaominimo.com.br e telefone (97) 99335726.


















==





Abertas inscrições para participação no



Informações --> (79) 3281-1332



==







Poe-mails ou poemeio
Este livro nasceu da mesma forma que os poemas que lhe dão corpo & alma: do acaso do olhar encontrar e tentar registrar o belo com essa máquina de fotografar sentimento que é a linguagem. Utilizei como processo de escrita não ter um processo de escrita. O norte maior foi sempre o sentir dessa relação com a provocante Beleza, onde quer que Ela se manifestasse: numa palavra ou comentário, numa pintura ou foto, numa música, no silêncio ou até mesmo no vazio pós tudo. Foi escrito entre os anos de 2007 e 2010, utilizando como suporte o meio ambiente digital.






[LEIA MAIS AQUI]




[AQUI, entrevista concedida ao jornalista Rian Santos em seu blog Spleen e Charutos,sobre o livro 'poe-mails']


O livro está registrado sob licença Creative Commons 3.0. Significa que ele pode ser copiado e distribuído desde que sem finalidade comercial. Além disso pode ser modificado e redistribuído.

Saiba mais em http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/legalcode

Nenhum comentário:

Postar um comentário