18 de fevereiro de 2013

Arte e Cultura em Aracaju, de 19 a 25 de fevereiro de 2013

poesia


Fernando Pessoa
(Alberto Caeiro)

O guardador de rebanhos - VIII


Num meio dia de fim de primavera
Tive um sonho como uma fotografia
Vi Jesus Cristo descer à terra,
Veio pela encosta de um monte
Tornado outra vez menino,
A correr e a rolar-se pela erva
E a arrancar flores para as deitar fora
E a rir de modo a ouvir-se de longe.


Tinha fugido do céu,
Era nosso demais para fingir
De segunda pessoa da Trindade.
No céu era tudo falso, tudo em desacordo
Com flores e árvores e pedras,
No céu tinha que estar sempre sério
E de vez em quando de se tornar outra vez homem


E subir para a cruz, e estar sempre a morrer
Com uma coroa toda à roda de espinhos
E os pés espetados por um prego com cabeça,
E até com um trapo à roda da cintura
Como os pretos nas ilustrações.
Nem sequer o deixavam ter pai e mãe
Como as outras crianças.
O seu pai era duas pessoas -
Um velho chamado José, que era carpinteiro,
E que não era pai dele;
E o outro pai era uma pomba estúpida,
A única pomba feia do mundo
Porque não era do mundo nem era pomba.
E a sua mãe não tinha amado antes de o ter.


Não era mulher: era uma mala
Em que ele tinha vindo do céu.
E queriam que ele, que só nascera da mãe,
E nunca tivera pai para amar com respeito,
Pregasse a bondade e a justiça!


Um dia que Deus estava a dormir
E o Espírito Santo andava a voar,
Ele foi à caixa dos milagres e roubou três,
Com o primeiro fez que ninguém soubesse que ele tinha fugido.
Com o segundo criou-se eternamente humano e menino.
Com o terceiro criou um Cristo eternamente na cruz


E deixou-o pregado na cruz que há no céu
E serve de modelo às outras.
Depois fugiu para o sol
E desceu pelo primeiro raio que apanhou.
Hoje vive na minha aldeia comigo.
É uma criança bonita de riso e natural.
Limpa o nariz no braço direito,
Chapinha nas poças de água,
Colhe as flores e gosta delas e esquece-as.
Atira pedras nos burros,
Rouba as frutas dos pomares
E foge a chorar e a gritar dos cães.
E, porque sabe que elas não gostam
E que toda a gente acha graça,
Corre atrás das raparigas
Que vão em ranchos pelas estradas
Com as bilhas às cabeças
E levanta-lhes as saias.


A mim ensinou-me tudo.
Ensinou-me a olhar para as cousas,
Aponta-me todas as cousas que há nas flores.
Mostra-me como as pedras são engraçadas
Quando a gente as tem na mão
E olha devagar para elas.


Diz-me muito mal de Deus,
Diz que ele é um velho estúpido e doente,
Sempre a escarrar no chão
E a dizer indecências.
A Virgem Maria leva as tardes da eternidade a fazer meia,
E o Espírito Santo coça-se com o bico
E empoleira-se nas cadeiras e suja-as.
Tudo no céu é estúpido como a Igreja Católica.


Diz-me que Deus não percebe nada
Das coisas que criou -
"Se é que as criou, do que duvido" -
"Ele diz, por exemplo, que os seres cantam a sua glória,
mas os seres não cantam nada,
se cantassem seriam cantores.
Os seres existem e mais nada,
E por isso se chamam seres".
E depois, cansado de dizer mal de Deus,
O Menino Jesus adormece nos meus braços
E eu levo-o ao colo para casa.
..........................................................................

Ele mora comigo na minha casa a meio do outeiro.
Ele é a Eterna Criança, o deus que faltava.
Ele é o humano que é natural,
Ele é o divino que sorri e que brinca.
E por isso é que eu sei com toda a certeza
Que ele é o Menino Jesus verdadeiro.
E a criança tão humana que é divina
É esta minha quotidiana vida de poeta,
E é porque ele anda sempre comigo que eu sou poeta sempre,
E que o meu mínimo olhar
Me enche de sensação,
E o mais pequeno som, seja do que for,
Parece falar comigo.


A Criança Nova que habita onde vivo
Dá-me uma mão a mim
E a outra a tudo que existe
E assim vamos os três pelo caminho que houver,
Saltando e cantando e rindo
E gozando o nosso segredo comum
Que é o de saber por toda a parte
Que não há mistério no mundo
E que tudo vale a pena.


A Criança Eterna acompanha-me sempre.
A direção do meu olhar é o seu dedo apontando.
O meu ouvido atento alegremente a todos os sons
São as cócegas que ele me faz, brincando, nas orelhas.
Damo-nos tão bem um com o outro
Na companhia de tudo
Que nunca pensamos um no outro,
Mas vivemos juntos a dois
Com um acordo íntimo
Como a mão direita e a esquerda.


Ao anoitecer brincamos as cinco pedrinhas
No degrau da porta de casa,
Graves como convém a um deus e a um poeta,
E como se cada pedra
Fosse todo o universo
E fosse por isso um grande perigo para ela
Deixá-la cair no chão.


Depois eu conto-lhe histórias das cousas só dos homens
E ele sorri, porque tudo é incrível.
Ri dos reis e dos que não são reis,
E tem pena de ouvir falar das guerras,
E dos comércios, e dos navios
Que ficam fumo no ar dos altos-mares.
Porque ele sabe que tudo isso falta àquela verdade


Que uma flor tem ao florescer
E que anda com a luz do sol
A variar os montes e os vales,
E a fazer doer aos olhos os muros caiados.
Depois ele adormece e eu deito-o
Levo-o ao colo para dentro de casa
E deito-o, despindo-o lentamente
E como seguindo um ritual muito limpo
E todo materno até ele estar nu.


Ele dorme dentro da minha alma
E às vezes acorda de noite
E brinca com os meus sonhos,
Vira uns de pernas para o ar,
Põe uns em cima dos outros
E bate as palmas sozinho
Sorrindo para o meu sono.
.................................................................................

Quando eu morrer, filhinho,
Seja eu a criança, o mais pequeno.
Pega-me tu no colo
E leva-me para dentro da tua casa.
Despe o meu ser cansado e humano
E deita-me na tua cama.
E conta-me histórias, caso eu acorde,
Para eu tornar a adormecer.
E dá-me sonhos teus para eu brincar
Até que nasça qualquer dia
Que tu sabes qual é.
....................................................................................

Esta é a história do meu Menino Jesus,
Por que razão que se perceba
Não há de ser ela mais verdadeira
Que tudo quanto os filósofos pensam
E tudo quanto as religiões ensinam?
--

Fonte: http://www.releituras.com/fpessoa_guardador.asp

--


Novidades na

LOJINHA dos DISCOS

novo disco do grupo 

CATALUZES


Em breve disponível na LOJINHA dos DISCOS...


==


TODOS OS SÁBADOS, DAS 9 ÀS 10 DA NOITE

A cena musical sergipana tem seu espaço na 104.9! Os ritmos e estilos de Sergipe estão na programação do REDE LOCAL: Histórias das canções, notícias dos bastidores, entrevistas, agenda, conexões culturais e muita música. Apresentação e produção André Teixeira 



==



OUTRAS INFORMAÇÕES NO SITE





==


programação completa...


Terça, 19



==


Quarta, 20


Musical " AS MULHERES DE HOLLANDA", ESTA DE VOLTA, montagem do Grupo Raízes & Oficinas do Ator, com 100 artistas em cena e que viaja pela obra de Chico Buarque. 




Dia 20 de fevereiro Teatro Tobias Barreto.Não percam, super produção!


==


Quinta, 21






Mais que um compilado de histórias, rezas e cantos da cultura popular do Nordeste, o espetáculo “Contos, Cantos e Cantigas" do Mamulengo do Cheiroso, marca os 35 anos de estrada do tradicional grupo de teatro de bonecos de Sergipe.
Agenda

O que: Lançamento do disco “Contos, Cantos e Cantigas", do grupo Mamulengo do Cheiroso”

Quando: 21 de fevereiro, às 20h

Onde: Teatro Tobias Barreto

Entrada gratuita



==

Tio Maneco Apresenta mais uma vez a banda Banda de Mesa com um repertório recheado de clássicos da MPB e do samba. 

Tio Maneco Apresenta Banda de Mesa


A Banda De Mesa surgiu no inicio de Novembro de 2012 quando seus integrantes resolveram se juntar para tocar a nova mpb. Tudo teve inicio com um projeto “Especial Tulipa Ruiz”, que findou em um repertório variado, passando pelos clássicos da mpb, do samba, do samba rock, chegando ao afoxé até a nova mpb hoje representada pela Tulipa Ruiz, Mariana Aydar, Céu. 
Hoje, a De Mesa constrói o “Projeto Samba de Odara”, com um repertório fechado de samba e samba rock, com muita jinga e samba no pé com músicas de Clara Nunes, Chico Buarque, Caetano Veloso, Roberta Sá, Noel Rosa, Mart’nália, Seu Jorge, Jorge Ben. O nome “Samba de Odara” tem sua representação por Odara no Hindu significar Paz, tranquilidade e na Umbanda, ser o Senhor dos bons Pedidos e da Felicidade! Assim como o nome diz, o projeto Samba de Odara, da banda De Mesa promete muitas alegrias e muito samba a todos! 
De Mesa então, se apresenta hoje com repertórios variados que misturam os novos e os bons e antigos sons da nossa música brasileira, prontos para fazer um som de qualidade para todos!

R$5 / 20h


==


Sexta, 22




Vamos prestigiar a 1ª temporada do Grupo Brasileiríssimo no delicioso e aconchegante Café da Gente. Todos poderão desfrutar nos dias todas as sextas feiras a partir de 22 de fevereiro às 19 horas, da fusão entre as culturas musical e gastronômica em um dos points mais importantes da cultura sergipana.

Especialmente dia 22 (sexta-feira), teremos a participação do Flautista João Liberato.

Couvert artístico: R$15,00


==

      QUARTETO
Quarteto Gramophone no TEJO - Confraria Lusitana



Aí Galera, Vai rolar um Jazz na próxima sexta lá no TEJO - Confraria Lusitana!
Rua Dr. Milton Dortas Mendonça, 53, Atalaia. (Indo pela Orla sentido Sul, primeira rua depois do Hotel Celi)

Quarteto Gramophone é:

Vanessa Góes: Voz
Silvio: Guitarra
Júnior Rikeza: Bateria
Paulo: Contrabaixo



==


Clássicos ao piano com Manuel Vieira Jr.



O pianista Manoel Vieira Jr. toca classicos em seu teclado a partir das 21h

Local: Restaurante Armazem Bacco. 



Couvert artistico - R$ 5


==

Sarau da Casa da Angelica


Ainda sob os efeitos dos festejos "momescos", o SARAU DA ANGÉLICA, vem com uma edição especial (um sarau carnavalesco), trazendo além de música e poesia, a tradição oral do folclore sergipano. 

A atração de fevereiro é o grupo SAMBA DE PAREIA, da comunidade quilombola da Mussuca, localizada na cidade histórica de Laranjeiras. Liderados por Dona Nadir, as meninas dançam formando pares, acompanhadas de instrumentos musicais peculiares (geralmente tocados por homens) como a "onça", uma espécie de cuíca mais grave.

O Sarau acontecerá no dia 22 de fevereiro (sexta), a partir das 20h. A entrada custa R$10,00 e o dinheiro arrecadado será destinado aos 23 membros do grupo, q aliás só terá a presença de 10 participantes por falta de espaço no nosso ambiente cultural. É fundamental a participação financeira de todos os caloteiros contumazes, estudantes chexeiros, maconheiros, cachaceiros, pois o valor da arrecadação é irrisório quando dividido pelo grupo inteiro. Eles fazem apresentação por amor a sua arte e pelo prazer de difundir suas tradições, portanto o pgtº será na entrada. A entrada será pelo corredor lateral (conhecido como corredor polonês) justamente por conta desses sujeitos perniciosos citados acima.

A direção do evento (eu, Angélica, e alguns dos sujeitos citados acima) decidiu q por ser o folclore uma arte eminentemente popular, esta não pode estar restrita aos guetos de pequenos burgueses como nós e, portanto, faremos um mini-cortejo por algumas poucas ruas adjacentes antes de começarmos o sarau. O cortejo começa às 19h e será reforçado por músicos do Samba do Arnesto e do Grupo Kizomba.

O Sarau também está convidando inúmeros artistas para agraciarem o nosso evento. Já confirmaram: Farofa Sergipana, Idelson Baiano (único baiano com sotaque de mineiro), Josué Santana (poeta), Mauri de Noronha (poeta e cantador) e Lula Zoo, Zezinho Colares e Fátima, Pedrão (poeteiro e vizinho), Dami Barreto. Esperamos contar com a presença de Dudu Cabral e Memeu, lá de Japaratuba (um, poeta e artista plástico contemporâneo de J. Inácio, Bosco, etc., o outro, músico, respectivamente pai e fº) Bob Zé, Anabel e Beto, Cícero (q nos prometeu um monólogo de 10 min), Zé Andrade, John (ator e poeta), Kleber Melo, Vicente Foda (q quem sabe dessa vez dá uma canja), entre outros q como eu depois de bêbado se manifestam. Esperamos q o biltre do Dami se digne em convidar sua família multicultural (mãe, tio, primos) para prestigiar nosso evento, Família Barreto q aliás se apresenta com o Mamulengo Cheiroso, no Teatro Tobias Barreto, no dia 21 (quinta), com entrada franca. Inclusive eles nos devem um favor, pq transferimos nosso evento pra sexta para nossa estrela, Dona Nadir, participar do show deles. A presenças deles é intimatória, desde já.

A festa funciona como nos moldes anteriores, comida paga e bebida alcoolica free até acabar o estoque (que for disponibilizado, nada de mexer na nossa adega e na minha geladeira, canalhas). Quem quiser trazer suas bebidas preferenciais, damos o suporte logístico. Não aceitamos a entrada de pessoas q não bebam, não fumem ou não fodam, quer dizer, não comam, afinal de contas isso aqui não é uma igreja. Crianças desacompanhadas (ou desamarradas) dos pais serão transformadas em churrasco. H2O 0800 também. A comida vai ficar por conta da Rosilma e as reclamações sobre os efeitos podem ser feitas até 3 dias inúteis depois. Feita a reclamação encaminhamos o moribundo ao Hospital João Alves para q seja devidamente despachado para o além.

A organização resolveu, por conta do preconceito vigente, não contratar seguranças negros e banguelas, q pareçam com assaltantes, para não assustar os convidados.
Nossos seguranças serão loiros e estarão usando gravatas personalizadas. Será muito fácil reconhecê-los.

Abraços e xero a todos e repassem a mensagem para os amigos e até pro inimigos, pelegos e escória da sociedade q tenha pelo menos R$ 10,00 para pagar o couvert.

Jayme e Angélica

Endereço e contato
Rua Vicente Rodrigues 159 Farolandia (passar o semáforo q entra pra Unit, e entrar na 1ª à direita e depois 4ª à esquerda). 
Cuidado para não errar a entrada pois o bairro é muito perigoso e vc pode cair na rua onde moram A L, A F e/ou J A.
Telefones: 3044 6045, 9191 5150

OBS.: Este texto é apenas uma forma brincalhona de fazer um convite e portanto tudo que esta escrito nele é de teor irônico!



==

Tio Maneco apresenta:


Classic Rock no Tio Maneco com Valtércio Paixão e Julio Fonseca


Valtércio Paixão e Julio fonseca, Classic Rock no Tio Maneco

A espera acabou. Finalmente Valtercio Paixao e Julio Fonseca voltam ao palco do Tio Maneco, e desta vez com um show repaginado com muito mais produção. Alem da percuteria e o violao, o show agora tb conta com programações de teclados, cordas e vozes. O som esta muito mais maduro, preenchido e totalmente voltado a o que ha de melhor em Classic Rock. Se vc curte bandas como the cure, morrissey, rem, queen, pink floyd, deep purple, led zeppelin, aerosmith, black sabbath, metallica, nirvana, foo fighters, dire straits, inxs, offspring, phil collins, pearl jam e afins, nao pode ficar de fora!



==

de 22 a 24 de fevereiro






==


MÚSICA NO ONE LOUNGE 



- Todas as sextas, a partir de 22/02, vou cantar na parte interna do One Lounge, com o projeto acústico Take 1. Voz e violão, a cargo de Eduardo. A partir das 21h.

- Já nos sábados, a partir de 02/03, canto no Lounge, parte externa. Voz, violão e percussão. Sempre a partir da 19hs, happy hour



==


Sextas e Sábados




Saindo do habitual som de barzinho, Mário João e Paulinho Araújo se misturam entre instrumentos e vozes trazendo músicas que viajam desde o rock ao baião, do samba a milonga e da bossa-nova ao folk. Sextas e Sábados na Villa Madre Pizzaria que fica entre o Di Vino e a Pandoro na rua Professor Antônio Fagundes de Melo, 156, Treze de Julho.


==



Sábado, 23



Casa Rua da Cultura apresenta:




==



O argentino Alejandro Habib toca classicos em seu sax a partir das 21h00 no Restaurante do Armazem Bacco. 

Couvert artistico - R$ 5


==


AGENDA

do

CHORO


Indicamos onde você pode encontrar chorinho ao vivo ou ao rádio, em Aracaju. Quem souber de alterações ou de novos lugares, grupos ou programas, por favor me informe. A intenção é fomentar público para esse gênero musical que quanto mais ouço mais aprecio.

André Teixeira


Renovação do Choro
Bar Chorinho do Inácio


sábados e domingos, 16 às 21h00

ONDE: Rua Canadá, 343 - B. Novo Paraíso (é uma transversal da Rua Rio Grande do Sul, próximo à COHIDRO).


Contato: Inácio 79 9136-1803      

Couvert R$ 4,00


=


Regional Recanto do Chorinho




Bar Recanto do Chorinho


Chorinho aos sábados e domingos



Sábado -- 15 às 18h

Domingos -- das 17 às 20h00 (PONTUALMENTE) Das 20h30 até 00h00 tem o som da Lenny Hall - música romântica)


Além da boa música, a casa serve bebidas, refeições e petiscos para todos os gostos. Fica localizado no Parque da Cidade. Veja algumas fotos do Parque.


Convert R$ 10,00


==




APERIPÊ AM




CHORINHO NAS RÁDIOS




Apresentado por Sérgio Thadeu, o programa, criado por seu pai em setembro de 1985, é uma verdadeira celebração ao Choro, buscando sempre apresentar novidades ou resgatar clássicos do fundo do baú. Um verdadeiro banquete pra quem gosta do ótimo Choro! Vai ao ar todos os domingos das 7 às 9h00




Contato: Sérgio Tadeu




domingonoclube@gmail.com


=


APERIPÊ FM - Programa Choros e Canções,




Apresentado por Ricardo Gama, o programa choros e canções vai ao ar na Aperipê FM sempre às 18h, de segunda à sexta.





Contato: chorosecancoes@aperipe.se.gov.br


 ==


Domingo, 24



==

PRÓXIMAS ATIVIDADES CULTURAIS...


2 DE MARÇO




No trem da imaginação que alimenta nossos destinos, encontramos personagens, animais e elementos constituintes de uma beleza simples, mas verdadeira.
A pureza da infância revelada através do espetáculo do Grupo Musical A Casa Do Zé traduz na presença da plateia (família completa: do Vovô aos netinhos) a mudança por dias melhores na música dedicada à petizada.
Por isso preparamos um super show, prá lá de animado.
Realmente um lindo espetáculo para toda a família.

Apresentação única, dia 02 de março, às 17h no Teatro Atheneu.
Ingressos na bilheteria do teatro.

Texto: Mario Eugenio
Inteira R$ 30,00
Meia R$15,00.



:::::::::::::::::::::::::   :::::::::::::::::::::::::::



Poe-mails ou poemeio


Este livro nasceu da mesma forma que os poemas que lhe dão corpo e alma: do acaso do olhar encontrar e tentar registrar o belo com essa máquina de fotografar sentimento que é a linguagem. Utilizei como processo de escrita não ter um processo de escrita. O norte maior foi sempre o sentir dessa relação com a provocante Beleza, onde quer que Ela  se manifestasse: numa palavra ou comentário, numa pintura ou foto, numa   música, no silêncio ou até mesmo no vazio pós tudo. Foi escrito entre os anos de 2007 e 2010, utilizando como suporte o meio ambiente digital.


LEIA MAIS AQUI]



[AQUI, entrevista concedida ao jornalista Rian Santos em seu blog Spleen e Charutos,sobre o livro 'poe-mails' 



O livro está registrado sob licença Creative Commons 3.0. Significa que ele pode ser copiado e distribuído desde que sem finalidade comercial. Além disso pode ser modificado e redistribuído.

Saiba mais em http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/legalcode

Nenhum comentário:

Postar um comentário